motonline-honda-africa-twin-galeria-2016-09

Honda CRF 1000L Africa Twin: demorou, mas chegou

A CRF1000L Africa Twin promete agradar motociclistas que gostam de aventura, mas também  conquistar aqueles que procuram desempenho e estilo em um modelo on-off road de alta cilindrada. Com relação ao modelo anterior, da década de 1980, a nova CRF 1000L Africa Twin só tem o nome em comum. Esta nova motos traz novos conceitos de design, ciclística focada ao off-road e mecânica com know-how e tradição Honda, tudo proveniente das competições off-road e aplicado em uma uma moto de produção.

Ausente por muito tempo do segmento das bigtrail, onde hoje reinam absolutas em todo o mundo as BMW (R 1200 GS e F 800 GS), finalmente a Honda trouxe de volta um ícone que fez muito sucesso nos anos 80, junto com a família concorrente da Yamaha, as XT 600 Ténéré e a XTZ 750, a chamada “Super Ténéré”. Naquele momento as BMW começavam sua escalada e a ausência da Honda no segmento certamente facilitou o trabalho da marca germânica.

O primeiro protótipo foi apresentado no Salão de Milão em 2014, na Itália, mas a nova Africa Twin chegou ao mercado europeu um ano depois e, em pouco tempo, se tornou um verdadeiro sucesso de vendas. Depois de muitos atrasos, a Honda conseguiu cumprir (por pouco) a promessa de trazer esse modelo ainda no segundo semestre de 2016. E ela foi apresentada hoje, 8/11, no Salão Internacional do Automóvel pela Honda, ao preço de R$64.900,00 a versão “básica” e R$74.900,00 com o kit de malas e o protetor da frente da moto.

Do Team Honda de competições para a linha de produção

A CRF 1000L Africa Twin consolida toda tecnologia da marca em desenvolvimento das competições, unindo ao conforto necessário para uma moto que se propõe a ser uma companheira de longas viagens, como as touring.  Trata-se de uma abordagem exclusiva, que reúne em um único produto boas características presentes em outras motos dessa categoria.

A carenagem frontal é fina, integrada a um para-brisa, com regulagem de altura. Formam uma peça única, trazem um visual limpo e uma aerodinâmica eficiente. As duas pequenas entradas de ar têm a função de canalizar o ar em velocidades mais altas.

A Africa Twin agrega características de pura off-road com capacidade e conforto para turismo

A Africa Twin agrega características de pura off-road com capacidade e conforto para turismo

O farol duplo e luzes de direção têm lâmpadas LED, elas oferecem maior luminosidade e menor consumo de energia. Sobra mais potência no motor, porque o alternador pode ser mais leve. As carenagens da bengala, se assemelham a de modelos da década de 1980. O painel de instrumentos é em LCD, com dois mostradores amplos e visualização suficiente mesmo em situações de alta luminosidade. A parte de cima do mostrador LDC apresenta todas as informações essenciais de velocidade, rotação do motor e relativas ao combustível. Na parte inferior estão o hodômetro, relógio, computador de bordo e indicadores de marcha, temperatura ambiente e combustível, essas informações podem ser alteradas por meio do cursor.

Conforto e esportividade

Na Honda CRF 1000L Africa Twin o conforto é importante durante a pilotagem, fato muito elogiado nos mercados onde o modelo já é comercializado. O assento está a 870 mm do solo mas facilmente se ajusta a altura em 20mm, fixando-a em 850 mm em seu ponto mais baixo. Outras características contribuem para mais conforto e equilíbrio, como o posicionamento (mais alto) dos braços do piloto em relação ao guidão e o ajuste das pernas mais próximas às laterais do tanque de combustível. Esse tanque com capacidade de 18,8 litros (3,6 litros de reserva). Por esses atributos, a CRF 1000L Africa Twin facilita a integração entre as necessidades “on” e “off-road”

Para viagens há espaço de sobra para as bagagens, além de total conforto para o garupa. Alças, apoios e pontos de fixação para malas e bauletos garantem uma viagem mais prática e prazerosa.

O controle de tração HSTC (Honda Selectable Torque Control) possibilita selecionar quatro níveis de controle: 1, 2, 3 e Off (desligado). A intervenção diminui à medida que os níveis aumentam, permitindo um nível crescente de derrapagens com a roda traseira.

Força e potência

Para melhor performance no off-road, a posição do escapamento é elevada, e o sistema de exaustão tem também objetivo de melhorar a sonoridade e a sensação oferecida pelo funcionamento do motor, com uma nota acústica refinada. Uma das câmaras internas cria um som leve e vivo gerado pela alta rotação do motor, enquanto a outra oferece a tonalidade perfeita do som de um “big twin”. Na sessão intermediária, o escape conta com uma proteção para o garupa contra o calor. A traseira segue com rabeta alongada e levemente elevada, onde está o sistema em LED para luzes de freio e direção.

Desempenho

O motor da CRF1000L Africa Twin é um bicilíndrico, com pistões em paralelo e movido a gasolina, com deslocamento de 999,1 cm³, comando Unicam (proveniente dos modelos CRF250 e 450), quatro válvulas por cilindro nos cabeçotes e virabrequim a 270º. Possui curva de potência linear e direta, oferecendo uma condução de excelente performance e acessível tanto em baixas quanto em médias rotações. A cilindrada de 999,1cm³ forma um equilíbrio perfeito entre potência, torque e baixo peso, especialmente quando é exigida a partir da imobilidade.

Outra grande vantagem desse novo motor é que sua concepção permitiu uma melhor centralização de massas, com consequente centro de gravidade mais baixo. Resultado do desenvolvimento dos programas de competição da HRC (Honda Racing Corporation) com os modelos das linhas CRF 250 e CRF 450.

A injeção é eletrônica PGM-FI, e o cabeçote conta com duas velas por cilindro com a ignição por comando duplo e sequencial para obter uma combustão perfeita e limpa. São 90,2 cv a 7.500 rpm de força com torque de 9,3 kgf.m a 6.000 rpm.

 Versatilidade

Na fase de desenvolvimento a nova Honda CRF1000L Africa Twin recebeu premissas para uma grande capacidade de percorrer distâncias consideráveis em condução fora-de-estrada e apresentar estabilidade em qualquer terreno, inclusive com carga completa de bagagem e garupa.

Combinar estes atributos criou um desafio a mais para os engenheiros de desenvolvimento da Honda. O resultado foi um chassi de aço com berço semi duplo (semelhante ao usado na CFR450R Rally) e sub frame traseiro também do mesmo material, com boas respostas a torções e rigidez estrutural. O projeto foi desenvolvido de forma a concentrar o peso dos componentes da motocicleta o mais centralizado possível, privilegiando seu equilíbrio dinâmico e agilidade durante as manobras e na pilotagem. Com esse chassi, o motor pode ser mais compacto por não ter necessidade de compartilhar com o chassi, funções estruturais. Tem carcaças mais finas e leves, e os eixos são mais compactados.

As rodas da CRF 1000L Africa Twin seguem visual com apelo off-road, inspirado em sua antecessora. Produzidos em alumínio, possuem estrutura raiada e contam com pneus 90/90-21 (dianteiro) e 150/70-18 (traseiro). O câmbio é de seis velocidades e transmissão final é feita por corrente, com relação curta o suficiente para oferecer respostas rápidas com agilidade. A nova CRF1000L Africa Twin atende a todas as normas de emissão de poluentes, como a segunda fase do PROMOT 4 (Programa de Controle da Poluição de Motociclos e Veículos Similares).

Robusta e resistente

Na frente, o garfo invertido com curso de 230 mm tem possibilidade de ajustes de acordo com o tipo de uso e perfil de pilotagem. A suspensão traseira é Pró-Link com amortecedor Showa, com curso de 220 mm e opções de ajustes na pré-carga da mola. A bengala em alumínio propicia baixo peso com ótima absorção de impactos. O freio dianteiro possui disco duplo de 310 mm e pinças radiais de quatro pistões (dianteira). Na traseira o disco é simples de 256 mm, derivado da CRF 450 Rally, com nova furação e formato para oferecer uma frenagem mais segura. Outra novidade exclusiva do modelo são os cubos dos discos de freio, agora fundidos em alumínio, que contribuiram na redução de peso. O sistema ainda está equipado com freios ABS (anti-travamento), que traz maior segurança, principalmente em pisos escorregadios, e pode ser ligado/desligado apenas na roda traseira.

Fabricada em Manaus (AM) a CRF 1000L Africa Twin estará disponível em toda rede de concessionárias Honda à partir de Dezembro. No Brasil, serão duas versões disponíveis: Africa Twin e Africa Twin Travel Editon, esta última com a adição de bauletos para acomodação de bagagens e pertences em viagens. A nova CRF 1000L Africa Twin conta com 3 anos de garantia e o exclusivo “Honda Assistance 24h”, que garante assistência durante todo o período de vigência da garantia em território brasileiro, assim como na Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai. Uma iniciativa Honda em ocorrências que impossibilitem o deslocamento de piloto e garupa com a motocicleta, garantindo conforto e segurança em viagens ou trajetos urbanos.

FICHA TÉCNICA

HONDA CRF 1000L

AFRICA TWIN

MOTOR

Tipo Arrefecido a líquido, 4 tempos, 8 válvulas, dois cilindros paralelos, virabrequim a 270° e sistema Unicam
Diâmetro x curso 92,0 x 75,1 mm
Cilindrada 998 cc
Potência máxima 95 CV (70kW)/7.500 rpm (95/1/EC)
Torque máxilo 98 N•m/6.000 rpm (95/1/EC)
Sistema de partida Elétrica

TRANSMISSÃO

Embreagem Múltiplos discos em banho de óleo, braço de acionamento em alumínio e sistema deslizante
Câmbio Seis marchas constantemente engrenadas e trocas manuais
Transmissão final Corrente selada por O ring
Torque Control System (HSTC) HSTC 3 níveis mais desligado

CHASSI

Tipo Berço semi duplo em tubos de aço e dupla barra periférica
Rake / Trail 27,5°/113mm
Proporção de peso dianteira / traseira 49,1% / 50,9 %
Distância entre eixos 1.575 mm

SUSPENSÃO

Dianteira Bengalas Showa invertidas com Ø45mm tipo cartucho com ajuste de pré carga das molas ajustamento na compressão e retorno, curso de 230mm
Traseira Balança fundida em alumínio com Pro-Link e amortecedor a gás, ajustes na pré carga da mola tipo “dial-style”, ajuste do retorno hidráuico, curso da roda em 220 mm

RODAS

ABS ABS 2-Canais traseiro pode ser desligado
Freio dianteiro Dois discos flutuantes de 310 mm, pinças de 4 pistões em pinças de fixação radial(*ABS) e pastilhas em material sinterizado
Freio traseiro Um disco flutuante de 256 mm, uma pinça de 2 pistões (*ABS) e pastilhas em material sinterizado.
Roda dianteira Aro de alumínio raiada
Roda traseira Aro de alumínio raiada
Aro dianteiro 21 x 2.15
Aro traseiro 18 x 4.00
Pneu dianteiro 90/90-21 com câmera
Pneu traseiro 150/70-18 com câmera

DIMENSÕES E PESO

Comprimento x Altura x Largura 2.335 x 930 x 1.475 mm
Tanque de combustível 18,8 litros
Distância livre do solo 250mm
Peso em ordem de marcha (STD) 232kg
Altura do assento 870/850mm (posição STD / posição baixa)

Cores disponíveis vermelha inspiradas nas CRF’s de Rally e branca tricolor nas cores da HRC.Separador_motos

 



Pioneiro no Motocross e no off-road com motos no Brasil, fundou em 1985 o TCP (Trail Clube Paulista). Desbravou trilhas em torno da capital paulista enquanto testava motos para revistas especializadas.



Comentários encerrados