Honda CRF 450R 2009, injeção de adrenalina

Honda CRF 450R 2009, injeção de adrenalina

Honda CRF 450R 2009, injeção de adrenalina

Honda equipa a nova CRF 450R 2009 com injeção eletrônica de combustível e deixa sua off-road profissional ainda mais leve.

A linha 2009 da Honda, apresentada recentemente na Europa e Estados Unidos, traz uma grande novidade para os amantes do fora-de-estrada: a top de linha da marca para o MotoCross, a CRF 450R, ganhou injeção eletrônica de combustível. Seguindo a tendência da Suzuki, a primeira a usar injeção em motos off-road profissionais, a Honda adotou também o sistema, além de reformular totalmente o modelo.

Segundo o fabricante, a CRF está mais rápida, mais potente e oferece maior controle na pilotagem. Versátil, o modelo 2009 pode ser utilizado em provas de supercross, motocross e até em trilhas pesadas ou em passeios por terrenos acidentados. A CRF 450 R é pura energia!

Para extrair o máximo de desempenho, a Honda apostou todas suas fichas na dupla formada pelo chassis em alumínio combinado com o motor compacto e potente. O novo propulsor ganhou partes em titânio e pistões forjados. Além disso, cada componente foi revisto e muitas dimensões foram alteradas, no que resultou em um emagrecimento do modelo de quase 2 kg.

O propulsor de quatro tempos, quatro válvulas por cilindro, comando simples no cabeçote (SOHC) e arrefecimento líquido, tem 449cm³ e gera potência máxima de 56,4 cv a 8.500 rpm e torque máximo de 5,12 kgf.m a 7.000 rpm. Essa off-road está equipada com câmbio de cinco velocidades. Com a adoção da injeção de combustível, a Honda afirma que a nova CRF 450 R oferece respostas mais rápidas e uniformes em qualquer regime de rotação, melhor comportamento em curva e uma entrega de potência mais suave.

Honda CRF 450R 2009, injeção de adrenalinaCiclística e estética – A nova CRF 450R é mais estreita, com um centro de gravidade mais baixo, o que facilita o controle em saltos. O chassi mais fino, construído em alumínio de seção retangular, combina com a nova cara dessa off-road e dá maior sustentação à parte ciclística. Na dianteira, essa guerreira da Honda conta com suspensão telescópica invertida (upside-down) com múltiplos ajustes de pré-carga e retorno e 310 mm de curso. Na traseira, o tradicional sistema Pro-Link com várias posições de ajustes e 320 mm de curso. Para melhorar a absorção de impactos, a moto de alta performance conta ainda com um amortecedor de direção, Honda Progressive Steering Dumper (HPSD), ou simplesmente amortecedor progressivo de direção.

Em ambas as rodas, a CRF conta com disco de 240 mm de diâmetro. O modelo off-road está equipado com rodas de alumínio, calçadas com pneus Pirelli MIDSOFT – 80/100-21 (51M) na dianteira e na traseira 110/90-19 (62M).
Feita para pilotos experientes, esta “magrela” também teve seu visual remodelado, com novos plásticos e grafismos. Ganhou guidão de alumínio da marca Renthal e escape de alta performance de titânio. Com capacidade para abrigar 5,7 litros no tanque de gasolina, a CRF 450 R pesa (a seco) 106,9 kg. O preço ainda não foi divulgado