hondafz_lp_15052012122

Felipe Zanol agora é piloto Honda

Felipe Zanol, piloto Honda de Enduro e Rali: desafios

Felipe Zanol, piloto Honda de Enduro e Rali: desafios

A Honda é a nova patrocinadora do piloto Felipe Zanol no enduro e rali. O mineiro de 30 anosatualmente disputa o Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, a Copa Pakato de Enduro e vai correr o Rally Internacional dos Sertões com a Honda CRF 450X. Dário Júlio, também de Minas Gerais e amigo pessoal de Zanol, já conta com o apoio da marca nas duas modalidades.

“Tenho muito orgulho de correr com o patrocínio da Honda. Representar a marca é o sonho de todo piloto profissional. Farei de tudo para tornar essa parceira um sucesso, conquistando muitos títulos”, espera o piloto.

Zanol foi o melhor das Américas no Dakar 2012, na Argentina, Chile e Peru, quando terminou a prova na décima posição na classificação geral, atrás apenas dos europeus. O resultado credenciou o brasileiro como um dos melhores pilotos do mundo. Felipe também conquistou dois vice-campeonatos no Sertões, sete títulos de enduro e cinco de cross country.

Zanol em ação: considerado a maior promessa do enduro e rali do Brasil

Zanol em ação: considerado a maior promessa do enduro e rali do Brasil

Felipe Zanol é considerado um piloto muito técnico, disciplinado e em evolução constante. Tem experiência em provas internacionais e já é um grande nome do rali. Acompanhe o “ping-pong” com Felipe Zanol.

Onde você nasceu e qual a sua idade?
Nasci em 18 de setembro, tenho 30 anos.Sou natural deBelo Horizonte (MG), onde moro até hoje.

A paixãopor motos é antiga?
A paixão por moto começou desde criança. Eu sempre andei de bicicleta e depois comecei a andar de moto nos finais de semana com meu pai e minha família.

E quando você começou a se aventurar no mundo das competições?
As competições apareceram com o tempo e os resultados também começaram a surgir. A dedicação pelo esporte começou a ser total. Em 2001 me profissionalizeie desde então acabei vivendo do esporte.

Quais são as suas conquistas até agora?
Tenho alguns títulos do campeonato brasileiro de enduro. São sete títulos de enduro, enduro FIM, mais cinco títulos brasileiros de cross country. Fui bicampeão brasileiro de enduro e sétimo colocado no mundial. Estou iniciando agora em uma nova modalidade, o rali, e já tive bons resultados. Dois vice-campeonatos no Rally dos Sertões. Fui o décimo colocado na classificação geral do Rally Dakar 2012, sinal de que essa colocação pode ser melhor.

E de que forma a Honda contribuiu para a sua evolução profissional?
Ser piloto Honda é o sonho de todo piloto brasileiro. Todos os que participam de competições sonham um dia correr em  uma equipe profissional como a Honda. Vamos tentar fazer uma parceria de sucesso para conquistar títulos.

Os desafios, a cada ano que passa, aumentam. Quais são os próximos?
Sou o atual líder do campeonato brasileiro de enduro e do campeonato da Copa Pakato. Vou defender os títulos desses campeonatos. Com o vice-campeonato no Rally dos Sertões, a ideia não poderia ser outra a não ser voltar aos Sertões e tentar fazer um bom resultado.

A motocicleta será a mesma?
Em 2010 e 2011 eu corri de Honda CRF 450X. Os bons resultados foram conquistados com uma motocicleta Honda. Para o Sertões, vamos preparar a moto e equipá-la com tanques especiais, torre para acoplar equipamentos de navegação, escapamento e reservatório de água…

Quais são as suas expectativas para o Rally dos Sertões 2012?
O Rally dos Sertões tem 10 dias de prova, com quase 5.000 quilômetros. Vamos atravessar trechos bem difíceis, com terrenos arenosos de alta velocidade. O deserto do Jalapão é temido por todos os competidores. Nas duas edições que participei tive total confiança na moto e esse ano, com certeza, não será diferente.

Você demonstra estar bem confiante…
Meu nome é sinal de dedicação. Sempre tentei fazer o melhor possível para conquistar os campeonatos e as corridas que participo. Lidero dois campeonatos e vamos encarar o restante da temporada sempre buscando um bom resultado.