Garotada tendo contato com a moto do Honda Júnior Cup

Honda Júnior Cup: pilotos se reúnem na 3ª etapa do SuperBike Series

Sete crianças e adolescentes com idade entre 10 e 16 anos estiveram no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, para encontro da Honda Júnior Cup, nova categoria do SuperBike Series Brasil 2013, que vai formar a nova geração da motovelocidade nacional. A garotada teve a oportunidade de se conhecer e ver de perto a Honda CG 150 Titan, moto que será utilizada pelos novos pilotos durante a temporada.

Garotada tendo contato com a moto do Honda Júnior Cup

Garotada tendo contato com a moto do Honda Júnior Cup

Davi Gomide, de 11 anos, foi um dos primeiros a se inscrever e já tinha participado da primeira coletiva de imprensa da categoria. “Já estou me sentindo um piloto. Não vejo a hora de começar a andar”, disse. Junto com Davi estavam Lucas Torres, de 14 anos; Gabriela Lupinetti, de 15 anos; Matteo Assola, de 12 anos; e Rafael Traldi, Enzo Paschoalin e David Magalhães, todos com 11 anos. “Eu já ando de moto, só que de cross. Estou bastante animado e espero aprender bastante”, contou Rafael. “Eu sempre gostei de moto e tenho três amigos que participam do SuperBike. É um sonho estar perto dos meus ídolos, como Cachorrão e o Bruno Corano”, destaca David Magalhães. “Vou representar as meninas na categoria. Gosto muito de moto e de competição. Fico feliz com a oportunidade”, declarou Gabriela.

Durante a terceira etapa, Rodrigo Assola, da organização do SuperBike, falou um pouco mais sobre a Honda Júnior Cup. “Por ser um campeonato inédito no Brasil, estamos dando um duro para colocar a categoria de pé. Primeiro foi o desenvolvimento da moto e depois a captação de jovens promessas. Não conseguimos estrear na última etapa, pois os pilotos inscritos não tinham os equipamentos de segurança necessários para entrar na pista. Não é fácil encontrar esses equipamentos para crianças aqui no Brasil, mas estamos batalhando muito para deixar tudo pronto para a quarta etapa e fazer uma bela estreia com dez crianças no grid de largada.

Os participantes não precisam comprar as motos. Todas serão subsidiadas pela organização e os únicos gastos serão com a taxa de cada etapa e as despesas extras com viagens e hospedagem, quando houver. A categoria contará com um tutor e uma equipe técnica especializada durante as provas, que serão responsáveis por administrar a manutenção das motos e dar todo o suporte durante os treinos e corridas.

Leia mais sobre o Honda Junior Cup:  clique aqui