Honda_autmv_10_04

Honda lança sistema que previne acidentes em baixa velocidade

A Honda Motor Co. lança mais uma novidade voltada à segurança no trânsito. Trata-se do sistema City-Brake Active, que funciona quando o veículo está sendo conduzido em velocidades inferiores a 30 km/h. A tecnologia consiste no uso de um radar a laser instalado na parte superior do para-brisas, que detecta quando uma colisão é iminente e emite avisos sonoros e visuais para o motorista. Se o condutor não tomar medidas preventivas para evitar o acidente, o sistema aciona imediatamente os freios.

O City-Brake Active também protege os motoristas de acelerações acidentais a velocidades inferiores a 10km /h ou de uma possível paralisação. Se o sistema identifica que o condutor pressionou o acelerador com uma força abrupta, típica de quem, por acidente, confunde os pedais, e que existe um veículo a pelo menos 4m de distância, a tecnologia também emite avisos sonoros e visuais e controla a potência do motor para restringir a movimentação do automóvel.
A Honda vai introduzir o primeiro sistema City-Brake Active no Honda Fit, que estará à venda no Japão no final deste ano.

O modelo Fit fabricado no Japão será o primeiro carro da Honda a receber o sistema City-Brake Active

O modelo Fit fabricado no Japão será o primeiro carro da Honda a receber o sistema City-Brake Active

A chegada de mais uma tecnologia reforça o compromisso da marca com a segurança e harmonia no trânsito. Recentemente a Honda Motor Co. Ltda. divulgou a realização de testes para verificar a eficácia de um novo sistema de navegação para contribuir com a redução de congestionamentos e acidentes nas grandes cidades. Trata-se de um aplicativo para smartphones que monitora a aceleração e desaceleração do veículo e muda a cor do display para alertar caso o motorista esteja dirigindo fora do ritmo do tráfego local. A consequência será a redução de frenagens bruscas e acidentes e, consequentemente, de congestionamentos.

Tais dispositivos seriam muito bem-vindos também ao mundo das duas rodas, aumentando dessa forma a segurança na pilotagem em baixa velocidade, frequente nos congestionamentos cada vez maiores nas grandes cidades mundiais.