Identificada ameaça terrorista no percurso do Rally Dakar 2007

Os Servi‡os Secretos Franceses emitiram um alerta para a organiza‡Æo do Rally Dakar 2007.

Eles acreditam que existe a amea‡a real de ataques terroristas nas etapas do Mali da pr¢xima edi‡Æo do Rali Lisboa-Dacar, o seqestro de pilotos ou elementos da pr¢pria organiza‡Æo.

A informa‡Æo foi divulgada pelo jornal francˆs Le Monde. A espionagem francesa comunicou …s autoridades as suas suspeitas de que o Grupo Salafista para a Predica‡Æo e Combate (GSPC), recentemente unido … Al-Qaeda, poder  levar a cabo atos de terrorismo contra participantes na prova.

O GSPC est  ativo na zona de Nema, no Mali, atrav‚s de a‡äes de tr fico de armas, pelo que ‚ sugerida a anula‡Æo das etapas na regiÆo ou desvio do roteiro.

Klever Kolberg, piloto do Mitsubishi da Equipe Petrobras Lubrax, que disputar  a prova em janeiro, lembra que j  em 2004 os organizadores do rali decidiram cancelar as etapas com sa¡da em Nema e Mopti. “Naquela ‚poca os organizadores tamb‚m foram alertados pelos servi‡os secretos franceses, criando o temor por roubos e atentados”, comentou o piloto.

Andr‚ Azevedo, piloto do caminhÆo da equipe Petrobras Lubrax espera que a organiza‡Æo tome as precau‡äes necess rias. “Infelizmente, nÆo ‚ a primeira vez que o rali ‚ alvo de grupos destes, utilizando a prova como um trampolim para a imprensa, divulgando suas causas. J  sofremos amea‡as e em 1991 um co-piloto de um caminhÆo foi assassinado. A amea‡a ‚ para uma etapa espec¡fica. A ASO deve dar seguran‡a aos participantes”, disse Andr‚.

Segundo o jornal francˆs, o GSPC ‚ herdeiro do Grupo Armado Islƒmico (GIA), e tem entre 500 a 800 ativistas. O grupo ‚ considerado um elemento de preocupa‡Æo para a espionagem francesa.