g_Serasa_Experian202

INC ACSP/Ipsos – Índice Nacional de Confiança sobe mais seis pontos e vai a 176 em dezembro

 O INC ACSP/IPSOS de dezembro deste ano atingiu 176 pontos, contra 170 pontos em novembro e 163 pontos em dezembro de 201 
 
“A confiança recorde do consumidor sugere que as vendas voltarão a acelerar gradativamente no primeiro semestre de 2012, com a continuidade dos incentivos na política de crédito e as desonerações fiscais na linha branca, se não houver um novo evento na Zona do Euro”, analisa o economista da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Emilio Alfieri.

REGIÕES
A região Sul continua liderando o otimismo neste ano, mantendo em dezembro os 200 pontos já alcançados em novembro. As regiões Norte/Centro-Oeste também alcançaram 200 pontos, ante 173 em novembro, o que demonstra o bom desempenho do agronegócio. Em seguida vem a região Sudeste, com 177 pontos em dezembro, contra 173 pontos em novembro. Em último lugar está a região Nordeste, a menos otimista, que subiu de 142 pontos em novembro para 147 pontos em dezembro.

CLASSE
A classe C subiu de 178 pontos em novembro para 180 pontos neste mês. Em segundo lugar estão as classes A/B, que subiram de 171 pontos em novembro para 178 pontos em dezembro. As classes D/E dispararam de 125 pontos em novembro para 153 em dezembro, provavelmente por conta da expectativa com o novo salário mínimo, que começará a vigorar em janeiro de 2012.

EMPREGO
Os que se sentem mais seguros no emprego subiram de 46% dos entrevistados em novembro para 47% em dezembro. Enquanto que os menos confiantes subiram de 22% dos entrevistados para 23%, mantendo um placar favorável.

Por outro lado, a média dos entrevistados que conhecia alguém que perdeu o emprego subiu ligeiramente de 3,5% em novembro para 3,6% em dezembro. Mas vale ressaltar que em dezembro de 2009 (ano da primeira crise de crédito) essa média era maior, de 3,9%.

COMPRAS
O cenário de compras de eletrodomésticos melhorou no mês atual, com 50% dos entrevistados mais favoráveis, contra 28% dos entrevistados menos favoráveis. Em novembro deste ano esses números eram, respectivamente, 48% e 29% dos entrevistados, o que também demonstra uma melhora no placar dos mais propensos a consumir.

SITUAÇÃO FINANCEIRA ATUAL
Com relação à situação financeira neste momento, 52% dos entrevistados afirmaram que ela é boa agora em dezembro, contra 48% em novembro. Já os que acham que ela era ruim caíram de 29% em novembro para 26% em dezembro. Este placar melhorou graças ao recebimento da primeira e da segunda parcela do 13º salário.

FUTURO
Em relação à confiança do consumidor no futuro da economia da sua região, os que acreditam que ela vai ficar mais forte subiram de 46% em novembro para 49% em dezembro. A confiança dos entrevistados que acham que ela vai ficar mais fraca também subiu de 12% em novembro para 14% em dezembro.

A confiança na condição financeira pessoal dos entrevistados em relação aos próximos seis meses se manteve em 58%, enquanto que os que acham que a situação financeira vai piorar subiram ligeiramente de 10% em novembro para 12% em dezembro.

RESUMO
Atualmente o consumidor está confiante no futuro, com o recebimento do 13º salário e a alta já anunciada do salário mínimo. Há uma ligeira percepção do número de pessoas conhecidas que perderam o emprego, mas que não afeta diretamente a segurança do entrevistado no próprio emprego. Também se constata que está mantida a propensão dos entrevistados para as compras de eletrodomésticos, principalmente com os descontos relacionados à queda do IPI na linha branca.

Nota:
O INC ACSP/Ipsos é obtido a partir de mil entrevistas domiciliares realizadas todos os meses, em nove regiões metropolitanas e em 70 cidades do interior brasileiro.
A margem de erro é de três pontos percentuais.
O Índice da ACSP/Ipsos varia de zero a 200 pontos. Acima de 100 pontos está a região do otimismo e abaixo de 100 pontos, a região do pessimismo.

Acesse a íntegra do INC ACSP/Ipsos de dezembro de 2011: http://www.acsp.com.br/pesquisa_inc/inc_dez11.pdf