O projeto Ecobike é desenvolvido pela Prefeitura de Indaiatuba, com apoio da Fundação Toyota do Brasil

Indaiatuba (SP) tem projeto que incentiva o uso de bicicletas

Para promover a segurança de quem escolheu a bicicleta como meio de transporte alternativo e ao mesmo tempo estimular a prática de atividade física, o Projeto Ecobike da Prefeitura de Indaiatuba, interior de São Paulo, apoiado pela Fundação Toyota do Brasil, já reúne mais de 5.000 ciclistas cadastrados.

O projeto Ecobike é desenvolvido pela Prefeitura de Indaiatuba, com apoio da Fundação Toyota do Brasil

O projeto Ecobike é desenvolvido pela Prefeitura de Indaiatuba, com apoio da Fundação Toyota do Brasil

A bicicleta é uma opção de transporte eficiente para curtas distâncias, além de ser um incentivo à prática esportiva. Por meio de um vídeo educativo, especialmente produzido pela Fundação Toyota do Brasil, os cidadãos de Indaiatuba são informados sobre a importância da educação e a segurança no trânsito, aspecto fundamental para o uso seguro da bicicleta nas cidades. “O projeto Ecobike oferece à Fundação Toyota do Brasil uma oportunidade de demonstrar o compromisso da instituição com os moradores de Indaiatuba na melhoria da qualidade de vida ao incentivar a prática da atividade física”, afirma George Costa e Silva, diretor executivo da Fundação Toyota do Brasil.

Interessados devem efetuar o cadastro em um dos postos de atendimento espalhados por regiões distintas da cidade: na Praça Dom Pedro II, na sede da Guarda Municipal e em frente à Prefeitura, com funcionamento de segunda a sexta-feira das 8h às 17h e nos fins de semana, das 9h às 12h e das 14h às 18h. O cadastro só é efetivado logo após o usuário assistir ao vídeo educativo e responder um breve questionário sobre o conteúdo apresentado no filme. O cumprimento desta etapa é obrigatório para inclusão dos dados e liberação da retirada da bicicleta gratuitamente.

Apenas em fevereiro, 2.045 bicicletas foram cedidas, sendo 686 unidades nos finais de semana e 1.359 durante a semana, o equivalente a 33% e 66%, respectivamente. Já entre janeiro e fevereiro, houve 4.469 empréstimos, uma média de 75 unidades por dia.

O projeto Ecobike surgiu para incentivar o uso de bicicletas como meio de transporte, lazer e entretenimento, dando a oportunidade de fomentar os benefícios do exercício físico, além da conscientização sobre a preservação do meio ambiente, uma vez as bicicletas são confeccionadas com materiais reciclados. A ação, que é direcionada para os cidadãos do município de Indaiatuba, foi idealizada pela prefeitura da cidade e recebe a parceria da Fundação Toyota do Brasil.

Bikes de PET
No total, o projeto disponibiliza 200 bicicletas produzidas com material reciclado. O modelo possui o quadro desenvolvido com garrafas PET, cuja flexibilidade natural absorve pequenos impactos de terrenos irregulares.

Entre as vantagens da bicicleta ecológica estão o processo de desenvolvimento limpo, reaproveitamento de garrafas PET, preço inferior à versão tradicional, ausência de ferrugem, eliminação de solda e pintura, o que reduz a extração de recursos naturais, tais como minério de ferro e bauxita. Os modelos também auxiliam na redução de dióxido de carbono emitido no processo de produção, o que não acontece no modelo padrão atual.