indian-springfield-46

Indian Chief Springfield finalmente chega ao Brasil

A  Indian Chief Springfield tem linhas clássicas e será o sexto modelo do line-up da Indian Motorcycle no país.

O nome é em comemoração à cidade de origem da marca

O nome é em comemoração à cidade de origem da marca

Seu nome é uma referência à cidade de origem da Indian Motorcycle, Springfied no estado de Massachussets, foi onde a marca surgiu em 1901. A primeira indústria a produzir motocicletas em série nos Estados Unidos.

O motor V-Twin é o mesmo Thunder Stroke 111 que equipa a Chieftain, Roadmaster, Chief Classic e Chief Vintage, com deslocamento de 1.811 cm³. Assim como nos outros modelos, a Springfield tem câmbio de seis marchas, chassi em alumínio forjado e assentos em couro premium.

O novo modelo será produzido no Brasil em regime de CKD, em Manaus e para Rodrigo Lourenço, Diretor da Indian Motorcycle na América do Sul, “a incorporação da Springfield ao line-up brasileiro é a prova de que a Indian continua acreditando e investindo no potencial do país”. E enfatiza: “para 2017 outras novidades estão por vir”.

Indian Chief Springfield

Na Springfield®, o visual é atraente e mostra seu compromisso com o conforto e a tradição dos modelos Indian. Continua a inspiração nas primeiras motos da marca fabricadas no século passado e o novo modelo também surpreende pela tecnologia embarcada e mais ainda pela agilidade na condução. O grande destaque é o comportamento acima do esperado para o seu segmento. A nova Springfield é capaz de mudar a trajetória de maneira rápida sem perder a estabilidade. É uma motocicleta mais fácil e confortável de ser pilotada, por consequência transmite maior confiança e sensação de segurança a quem a conduz. Você não se distrai tanto com as reações da moto, permanece focado porque ela se mostra mais neutra.

A Springfield é equipada com chassi em alumínio forjado, sistema de acelerador eletrônico (fly by wire), cruise control e o poderoso motor Thunder Stroke® 111 com muito torque.

Motor – 111 Thunder Stroke, o primeiro propulsor das Indians da nova geração a ser fabricado. Nele foram mantidas algumas características presentes nos antigo V Twin da marca batizado de Power Plus, como as aletas de refrigeração na tampa de válvulas e o sistema de escapamento com a saída dos gases direcionados para baixo, características naturais dos antigos “flat heads”, com válvulas laterais.

A transmissão final é feita por correia, que além de ser silenciosa, também é limpa, já que dispensa lubrificação e  ajustes constantes na sua tensão.

Muitos acabamentos cromados, polidos e pintados torna o 111 Thunder Stroke um motor muito bonito, remetendo àquela imagem do clássico Power Plus do fim dos anos 40.  Grande destaque desse motor é a sensação de potência sempre disponível e a suavidade no funcionamento, com níveis baixíssimos de vibração. Resulta em mais conforto ao piloto e garupa.

Motor Thunderstroke 111 lembra muito o propulsor das motos Indian de grande sucesso do século passado

Motor Thunderstroke 111 lembra muito o propulsor das motos Indian de grande sucesso do século passado

Chassi – Em alumínio forjado, é único nessa categoria. Na verdade, a utilização deste material em uma motocicleta custom quebra paradigmas. O alumínio é normalmente empregado em motos com caráter mais esportivo e de alto desempenho.

Para elevar a dirigibilidade e agilidade a um nível superior ao encontrado nas motos do segmento, este material foi utilizado, pois confere maior rigidez à estrutura, minimiza as flexões nos momentos de maior esforço tanto do motor quanto da suspensão.

Na Springfield®, o ângulo do Rake e do trail foi reduzido em relação às Chief Vintage e Classic, de 29° e 155 mm para 25° para 132 mm. Essa nova geometria deu ao modelo mais agilidade, mudanças de direção mais rápidas e um excelente desempenho em curvas sem comprometer a estabilidade em retas. Outro diferencial presente no chassi desta Indian e de toda linha Chief, está no duto de ar cuja entrada está localizada na parte frontal, abaixo da caixa de direção. Conhecido nas motos esportivas como RAM AIR, o sistema visa levar uma maior quantidade de ar frio para a caixa do filtro de ar, o que melhora o desempenho em médios e altos regimes.

Chassi de toda linha Chief é feito de alumínio forjado para maior resistência e menor peso

Chassi de toda linha Chief é feito de alumínio forjado para maior resistência e menor peso

Suspensão – A Indian Springfield® vem equipada com sistema de suspensão dianteira telescópica com tubos de 46mm e curso de 119 mm, são dotados de dupla mola e sistema de amortecimento por cartucho que torna maior a suavidade quando enfrenta as irregularidades no piso.

Na traseira o sistema de suspensão é por balança de alumínio forjado com mono amortecedor da marca FOX Racing a ar cujo curso é de 114 mm – 20 mm a mais que as irmãs Chief Vintage e Chief Classic. Nele a pré-carga de mola, é ajustada por meio de uma bomba manual que permite um funcionamento mais duro ou mais macio conforme a necessidade do piloto. A capacidade de carga chega a 241.8 Kg.

Freios – Os freios são equipados com  ABS tem dois discos ventilados e flutuantes de 300 mm com duas pinças de freio de quatro pistões cada na dianteira. Os flexíveis são reforçados com malha de aço, capazes de garantir performance superior. Na traseira, o sistema de freio é equipado com disco simples ventilado e flutuante de 300 mm e pinça de freio com duplo pistão.

Conforto e acabamento – A Springfield® tem um visual clássico que remete aos anos 50 facilmente percebido em elementos como os assentos em couro legítimo com acabamento refinado. Assim como o pára-brisa, que pode ser removido sem a necessidade de ferramentas. Ambos são itens de série.

Este modelo já vem equipado com acelerador eletrônico (fly by wire), tornando o movimento de acelerar muito mais preciso e suave. Junto a ele, trabalha integrado o sistema de cruise control que vem acrescentar conforto à pilotagem quando se roda por grandes retas ou distâncias com velocidade controlada.

No novo modelo da Indian, o aspecto visual do guidão é limpo e atraente graças aos cabos elétricos embutidos que passam pelo interior da peça. Em termos de instrumentação vem equipada com um velocímetro analógico e mostrador multifunção com duplo indicador de quilometragem, conta giros digital, indicador de temperatura ambiente, indicador de consumo médio, voltímetro, indicador de marcha e relógio, indicador de combustível analógico separado da unidade principal, além de luzes de alerta para baixa pressão de óleo, farol alto, nível de temperatura da manopla (se instalada), luz dos piscas, luz de funcionamento do ABS, TPMS (indicador de pressão dos pneus), indicador de cruise control ativado, luz de checagem da injeção eletrônica e luz do neutro (ponto morto). Todas as funções são comutadas através de um botão no punho esquerdo, o que torna seu manuseio simples e sem a necessidade se remover a mão do guidão.

Na Springfield®, todos os mostradores do painel são instalados no tanque de combustível com capacidade de 20,8 litros. Ela ainda conta com a comodidade do sistema de partida “keyless” (sem chave) que permite dar a partida na motocicleta sem utilização de chave física. Nele está incorporado a trava elétrica das malas laterais. Juntos eles têm a capacidade cúbica é de 64 litros, podem ser facilmente retirados e colocados, sem a necessidade de ferramentas.

Neste novo modelo, a herança histórica da Indian fica evidente, tanto quanto nos outros modelos da linha Chief, em alguns detalhes de seu design, como o desenho dos para-lamas dianteiros e traseiros com linhas arredondadas envolvendo grande parte de suas rodas, a pintura em duas cores relembra as versões mais luxuosas e emblemáticas, versão batizada de two tone e a presença do “war bonnet” iluminado por LED instalado no para-lama dianteiro.

As cores disponíveis serão o preto (Thunder Black), que custará R$91.990,00, e a cinza metálica com vermelho (Steel Gray & Burgundy Metallic), cujo preço sugerido será de R$94.990,00.

Separador_motos



Pioneiro no Motocross e no off-road com motos no Brasil, fundou em 1985 o TCP (Trail Clube Paulista). Desbravou trilhas em torno da capital paulista enquanto testava motos para revistas especializadas.