Indústria de motocicletas mantém ritmo de crescimento em abril

M‚dia di ria de produ‡Æo em abril cresceu 7,8% sobre a registrada em mar‡o, apesar da diminui‡Æo de 15,7% no volume produzido no mˆs.

A ind£stria brasileira de motocicletas manteve em abril o ritmo de crescimento verificado desde o in¡cio de 2006. Apesar da diminui‡Æo de 15,7% sobre a produ‡Æo do mˆs de mar‡o, que teve 23 dias £teis, em abril foram produzidas 111 mil e 883 unidades em 18 dias £teis. Quando comparados n£meros da produ‡Æo m‚dia di ria, o crescimento de abril sobre o mˆs anterior foi de 7,8%, segundo dados da Abraciclo, Associa‡Æo Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares.

J  no comparativo entre os meses de abril de 2005 e 2006, tamb‚m houve crescimento da ordem de 5%. Em abril de 2005 foram produzidas 106 mil e 690 motocicletas.

“Os n£meros registrados nÆo sinalizam tendˆncia de queda da produ‡Æo e de vendas para os pr¢ximos meses. Pelo contr rio, continuaremos a crescer conforme as expectativas do setor”, afirmou Paulo Shuiti Takeuchi, Presidente da Abraciclo.

As vendas no mercado interno em abril totalizaram 99.198 motocicletas, contra 115.568 unidades comercializadas no mˆs anterior, uma diminui‡Æo de 14,2%. Apesar dos n£meros menores, o fen“meno no atacado se repetiu no varejo, ou seja, houve crescimento de 9,67% na m‚dia di ria de vendas. Quando comparados os meses de abril de 2005 e 2006, os dados ficaram est veis. Em abril de 2005 foram faturadas 98.354 unidades para as redes de concession rias.

Ainda segundo o presidente da entidade, “as vendas continuam demonstrando a alta aceita‡Æo da motocicleta como ve¡culo racional, aliado … facilidade no momento de aquisi‡Æo por parte do consumidor. Com maior oferta de cr‚dito e planos de cons¢rcio, clientes de diversas faixas de renda tˆm optado pela motocicleta como meio de transporte”.

Exporta‡äes – Com o real forte frente ao d¢lar, as exporta‡äes de motocicletas vˆm sofrendo queda. Com menos competitividade na hora de exportar, os fabricantes tˆm revisto os contratos em vigor, mas mantido seus esfor‡os de manuten‡Æo dos mercados j  conquistados. “Investimos muito para abrir carteiras de clientes no mercado externo e por isso vamos nos esfor‡ar para mantˆ-los visando um horizonte de mais longo prazo”, ressaltou Takeuchi.

Em abril deste ano, 9.717 motocicletas foram exportadas, n£mero 40% inferior ao do ano passado, quando 16.188 unidades foram comercializadas no mercado externo em igual per¡odo de 2005.

Na compara‡Æo do volume de exporta‡äes registrado em abril deste ano em rela‡Æo a mar‡o, o n£mero tamb‚m ‚ inferior. No mˆs de mar‡o foram exportadas 16.760 motocicletas, o que significa diminui‡Æo da ordem de 42% do volume comercializado no mercado externo. Os n£meros confirmam as perspectivas da Abraciclo de que as exporta‡äes sofrerÆo queda de 6% no balan‡o final de 2006.