Ingo Hoffmann disputará o Rally dos Sertões

SÆo Paulo O rali no Brasil nÆo p ra de crescer e come‡a atrair pilotos de outras importantes categorias do automobilismo. Ingo Hoffmann, que j  correu na F¢rmula 1 e foi 12 vezes campeÆo da Stock Car, ‚ o novo nome da lista.

Ele disputar  as provas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross
Country, entre elas o Rally Rota Sul, de 17 a 21 de abril no Rio Grande do Sul, e o Rally dos Sertäes, a maior competi‡Æo off road da Am‚rica Latina, de 23 de julho a 1§ de agosto, entre Goiƒnia (GO) e SÆo Lu¡s (MA). As duas corridas sÆo organizadas pela Dunas Race e farÆo parte tamb‚m da Ta‡a Brasil de Rally, que dar  R$ 40.000,00 em prˆmios aos campeäes das categorias carros, motos, caminhäes e quadriciclos.

“Fiquei apaixonado pelo v¡rus do rali quando participei de uma prova no ano passado. Esse tipo de esporte est  crescendo muito no pa¡s e ser  o futuro do automobilismo nacional. Veja o caso do Sertäes: o n£mero de
participantes cresce a cada ano”, disse Ingo. “Nada ‚ parecido como guiar um carro 4×4. Eu tenho trinta e poucos anos de carreira e a primeira vez que pilotei no off road eu estava delirando, desculpem a expressÆo, de tesÆo”, contou Hoffmann para uma plat‚ia de jornalistas em SÆo Paulo nesta quinta-feira.

Ingo, que usar  uma picape Mitsubishi L200 Evolution, anunciou oficialmente a participa‡Æo dele neste tipo de competi‡Æo durante almo‡o para apresenta‡Æo dos pilotos da equipe Mitsubishi Racing, da qual far  parte. O navegador dele ser  Alberto Zoffmann, que na temporada 2002 foi co-piloto de Ulysses Bertholdo, tamb‚m na equipe Mitsubishi.

Al‚m de Ingo, a montadora apresentou tamb‚m a dupla Guilherme Spinelli e Marcelo V¡volo, que correr  de L200 Evolution, e o empres rio Eduardo Souza Ramos, que utilizar  uma Mitsubishi L200 RIII ao lado do navegador Edilson Fabre. Um quarto carro Mitsubishi (L200 Evolution) ser  comandado por Klever Kolberg e Lourival Roldan, da equipe Petrobras Lubrax.

Crescimento – Simone Palladino, diretora comercial e de produ‡Æo da Dunas Race, acredita que a entrada de Ingo Hoffmann no mundo dos ralis ‚ resultado do crescimento do esporte no Brasil. “A chegada do Ingo vai
atrair outros pilotos de v rias categorias do automobilismo brasileiro.
Ingo Hoffmann nÆo ‚ s¢ mais um nome de destaque entre outros excelentes
pilotos, mas um grande nome para o rali”, acredita Palladino.