Inspeção veicular gratuita mostra alta incidência de defeitos em veículos de São Paulo

Vazamentos de ¢leo, m  fixa‡Æo de correias e limpadores de p ra-brisas defeituosos foram as principais falhas detectadas em 875 ve¡culos inspecionados

Desde dezembro de 2006, o site WebMotors, o jornal Oficina Brasil, o Sindicato da Ind£stria de Repara‡Æo de Ve¡culos de SÆo Paulo (Sindirepa-SP) em parceria com a Prefeitura da capital e a Companhia de Engenharia de Tr fego – CET promovem um programa de Inspe‡Æo Veicular Gratuita, que teve seis fases, realizadas em diferentes pontos da capital e j  analisou 875 ve¡culos. O objetivo do programa ‚ conscientizar os motoristas sobre a importƒncia da Manuten‡Æo Veicular Preventiva para garantir a seguran‡a e a durabilidade de seus ve¡culos.

T‚cnicos especializados das empresas patrocinadoras do projeto checaram itens fundamentais para a seguran‡a e o bom funcionamento dos ve¡culos, como o estado de correias, embreagem, palhetas de p ra-brisa e vidro traseiro, freios e ilumina‡Æo e a medi‡Æo das emissäes de poluentes, vistoriaram os equipamentos obrigat¢rios (cintos, triƒngulo de seguran‡a, pneu estepe etc.), verificaram o estado do radiador e mangueiras de arrefecimento e lubrifica‡Æo do sistema mecƒnico, vitais para o bom funcionamento do motor.

Resultados – Ap¢s a vistoria nos 875 ve¡culos, foi elaborado um relat¢rio minucioso destacando os problemas encontrados. Abaixo, relacionamos os itens danificados ou com funcionamento deficiente que apresentaram maior incidˆncia:

ú 43,7% estavam com limpador e lavador do p ra-brisa danificados ou
ú com funcionamento comprometido;
ú 48,5% apresentaram problemas na conserva‡Æo ou fixa‡Æo deficiente
ú das correias auxiliares;
ú 33,5% apresentaram problemas com vazamento de ¢leo;
ú 30,3% precisam fazer revisÆo no pedal da embreagem;
ú 29,4% estavam com o n¡vel do l¡quido do arrefecimento incorreto;
ú 9,4% com ausˆncia de aditivo
ú 26,2% com extintor de incˆndio com validade vencida;
ú 23,9% estavam com emissÆo de CO em marcha – lenta acima do limite;
ú 20,8% com emissÆo de HC em marcha – lentas acima do limite;
ú 10,6% nÆo funcionavam uma ou mais lƒmpadas da luz do freio;
ú 13% com o n¡vel do l¡quido insuficiente ou vencido;
ú 13,9% nÆo funcionavam uma ou mais lƒmpadas dos far¢is principais;
ú 21% com funcionamento deficiente da luz da placa traseira;
ú 9,7% estavam com pneus com profundidade de sulco inferior a 1,6 mm.