Interlagos sedia etapa de abertura do Brasileiro de Supermoto

A abertura do Campeonato Brasileiro de Supermoto será realizado neste domingo (26/04), no Kartódromo de Interlagos, em São Paulo.

A expectativa é a de que um número superior a 80 pilotos disputem as cinco categorias da modalidade que já entrou, definitivamente, no gosto do motociclismo nacional. O Supermoto mistura noções de motocross e motovelocidade, já que a pista onde se disputa as provas possui trechos de terra e asfalto.

Carlos Senise, diretor de Motovelocidade e Supermoto da Confederação Brasileira de Motociclismo, destaca que na edição da atual temporada, eventualmente, como ocorrerá na etapa de abertura, as pistas poderão ser 100% de asfalto. Em outras situações será permitido até 30% do percurso em piso de terra.

Rafael Fonseca, piloto bicampeão brasileiro na categoria SM1 (motocicletas enduto/motocross acima de 125 cc 2 tempos ou 300 cc 4 tempos, com preparação livre e pneus slick), busca em 2009 o seu terceiro título brasileiro. Sua missão, entretanto, não será fácil. Sem o apoio de antigos patrocinadores, até a última sexta-feira seu futuro era incerto na disputa do Brasileiro.

“Estou sem o apoio dos anos anteriores mas irei disputar a competição com a cara e a coragem. Meu objetivo é lutar por mais um título”, destaca, lembrando que conseguiu montar seu equipamento de forma a repetir a performance de 2006 e 2008.

Categorias – A supermoto conta com cinco categorias:
SM1 – Aberta a motocicletas Enduro / MotoCross especiais para pratica do esporte acima de 125cc 2 t ou 300cc 4 t, e preparação livre e poderão usar pneus slick.

SM2 – Aberta a motocicletas especiais Enduro / MotoCross de 125cc 2 t ou ate 300cc 4 t, cilindrada deve ser original do modelo, fica limitado o uso de pneus DOT.

SM3 – Aberta a motocicletas nacionais Trail 2 t ou 4 t homologadas pela CBM, no caso do uso de aro 17 fica limitado o uso de pneus DOT nas seguintes medidas, Traseiro 130/ -17 / Dianteiro 100/-17.

SM3 Incentivo – Aberta a motocicletas nacionais 4 t até 250cc, homologadas pela CBM, no caso do uso de aro 17 fica limitado o uso de pneus DOT nas seguintes medidas, Traseiro 130/ -17 / Dianteiro 100/-17, cilindrada deve ser original do modelo.

SM4 Over 35 – Para pilotos acima de 35 anos. Pilotos nascidos até 1974, com motos SM 1, 2 ou 3 fica limitado o uso de pneus DOT

Na classe SM3 a cilindrada poderá ser alterada.

A classe SM1 poderá usar pneus slick. Todas as outras deverão usar pneus DOT (de uso urbano).

A primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Supermoto que valerá também pela segunda etapa do paulista tem a supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo e da Federação Paulista de Motociclismo e a organização da RM Eventos.