Pneu IRA Soho

IRA dá dicas de segurança e manutenção de pneus

Pneu IRA Soho

Pneu IRA Soho

Fuja das soluções temporárias. Essa é a dica da IRA. Apesar de ser uma alternativa mais econômica, os chamados equipamentos “quebra-galhos” servem apenas como uma opção temporária até o condutor se deslocar a uma oficina e fazer a substituição do pneu, garantindo assim a sua própria segurança e a do garupa.

No mercado, a maioria das motocicletas está equipada com pneus com câmaras de ar. Quando este tipo de item furar, a orientação é fazer a troca da câmara por uma nova, garantindo uma melhor performance para o pneu.

É aconselhável também o consumidor solicitar a inspeção dos aros da roda em busca de possíveis danos que possam furar novamente a câmara de ar ou o pneu. Além disso, é importante evitar a utilização de ferramentas pontiagudas ou cortantes para retirar o pneu.

Qual é o momento ideal para trocar o pneu?

O consumidor deve estar atento à profundidade do friso na faixa central. Outra dica é caso o motociclista perceba que a motocicleta está um pouco instável especialmente em curvas, deve-se examinar primeiro a calibragem. Se estiver correta, analisar o desgaste dos pneus.

Para saber o limite em que se pode rodar com segurança é indicado procurar a seta ou a sigla TWI (Tread Wear Indicator), marca indicadora de desgaste dos sulcos na lateral do pneu. O TWI mostra onde estão as saliências de borracha, que servem como referência do limite de utilização, ou seja, quando a banda de rodagem coincidir com o marcador TWI é hora de trocar o pneu. Outro indicador é a profundidade dos sulcos, que segundo a legislação brasileira para motos, não pode ser inferior a 1,0 mm.

Dica de calibragem

Pneus com a calibragem correta duram mais e possuem melhor performance. Por isso, esse item deve ser conferido sempre. A principal dica é fazer a verificação com os pneus frios, já que pode haver variações de acordo com o peso e estilo de pilotagem do motociclista e também pelo tipo de terreno, de modelo de pneu e da moto.

É importante fazer a avaliação da calibragem do pneu pelo menos uma vez por semana e estar atento aos valores indicados pelo manual do proprietário ou em alguma etiqueta de advertência colada na motocicleta. Outra dica é no caso de levar garupa ou bagagem pesada, o motociclista deve calibrar o pneu para essa situação de uso, garantindo um menor desgaste para o componente.