Wesley, um rider sem motocicleta

Irmão Maluco

Wesley, um rider sem motocicleta

Wesley, um rider sem motocicleta

Um simples amigo, que ao seu jeito estava sempre em algum evento de motociclista, desde a região sul a região sudeste.

Não tinha motocicleta, mas como andarilho, era um rider como a gente. Quase não falava e na sua simplicidade, era uma pessoa da paz.

Muito conhecido no meio motociclista, era cuidado por todos, recebendo alimentação e estadia. Mas ao amanhecer, fitava a todos com olhar de agradecimento e caía na estrada a caminho de um novo evento em destinos incertos.

Foi assim em junho de 2006, quando os irmãos do Falcões do Asfalto MC de Caçapava-SP souberam que ele estava caminhando pela rodovia Presidente Dutra na região de Jacareí-SP e foram ao seu encontro, lhe provendo banho e roupas limpas.

Neste exato dia, estava acontecendo a nossa sexta-feira mensal na sede do Águias do Vale MC em Guaratinguetá-SP, momento que o irmão Zezé se ofereceu pra dar-lhe uma carona na sua Harley Davidson Super Glide, que foi prontamente aceita, ao seu jeito, concordando sem muitas palavras.

Seria uma viagem inesquecível para um amante do motociclismo que nem em sonho se imaginava um dia nesta condição. Como se fosse a redenção, o último desejo.

Estamos falando do Irmão Maluco, do Maluco Beleza e de muitos outros nomes malucos que recebeu por irmãos motociclistas por este Brasil afora.

Mas de fato era o Wesley, cidadão do estado do Rio de Janeiro, que por agruras da vida, resolveu um dia ser andarilho do nosso motociclismo.

Chegando ao nosso evento, se comportou como sempre, passeando entre as motocicletas e sem pedir nada, aguardava as pessoas lhe oferecer churrasco e bebidas.

Foi uma noite maravilhosa, como todas que fazíamos, e ao seu término, sabendo do seu desejo de ir ao Arraiá do Lakraios MC que ocorreria no dia seguinte em Lavrinhas-SP, o irmão JR ofereceu-lhe carona até Cachoeira Paulista-SP. Chegando lá tarde da noite, e mesmo insistindo pra que ele repousasse na sua casa, ao seu estilo pegou a estrada em direção a Lavrinhas-SP.

Não sabíamos que tínhamos registrado a sua última imagem, que parecia a sua redenção, seu último desejo.

Ele não apareceu no Arraiá do Lakraios MC em Lavrinhas-SP no dia seguinte. Uma semana depois, o nosso irmão Geraldinho, que era policial civil em Cachoeira Paulista-SP e tinha estado na nossa sexta-feira mensal, soube que um andarilho sem documentos tinha morrido de atropelamento por um motociclista na estrada em direção a Lavrinhas-SP naquela noite.

Ao entrar no site Riders of Freedom e mostrado esta imagem para o policial, descobriu-se que se tratava do nosso querido Irmão Maluco.

Pobre motociclista, pois tudo indica que na tentativa dele em pará-lo, aconteceu o atropelamento e graves ferimentos neste condutor, que deve ter se assustado com esta iniciativa tarde da noite numa estrada vicinal.

Pra não ser enterrado como indigente e com a procura em vão de encontrar algum parente que se interessasse pela cerimônia fúnebre, a irmandade da região se mobilizou para lhe dar um enterro decente em Cachoeira Paulista-SP. Muitos motociclistas e MCs compareceram.

Neste mês faz 7 anos que perdemos um rider sem motocicleta, que na sua humildade e simples viver, era respeitado por muitos motociclistas e irmandade.

Que Deus continue a tê-lo ao Seu lado.