Até agora, 3 dias de dunas e areia no Rally Dakar 2013

Jean Azevedo sobe posições em etapa perigosa

O Rally Dakar mal começou e já mostrou que não será nada fácil aos seus competidores. Na etapa desta segunda-feira (7/1), que marcou o terceiro dia de prova entre as cidades peruanas de Pisco e Nazca, os participantes enfrentaram 243 quilômetros de trechos contra o relógio.

Até agora, 3 dias de dunas e areia no Rally Dakar 2013

Até agora, 3 dias de dunas e areia no Rally Dakar 2013

“Em comparação quando o rali começava na Argentina, sem dúvida agora está mais complicado. Hoje achei a etapa até mais perigosa em relação à de ontem, por conta de ondulações na pista”, contou Jean Azevedo, piloto de moto da Equipe Avante. Segundo o brasileiro, o terreno teve uma variação com fesh fesh (areia fina), 10 quilômetros de dunas difíceis de atravessar, além de trajetos rápidos fora de pista (que não são estradas).

“Justamente na parte rápida da etapa, os últimos 100 quilômetros, é que encontramos essas ondulações. Tive que redobrar a atenção no final, mas deu tudo certo. Posso dizer que foi um dia legal, típico de Dakar”, acrescentou.

Mesmo sendo uma etapa mais perigosa, no resultado de hoje o piloto ficou com o 31º lugar, subindo cinco posições de um dia para outro. Na classificação geral acumulada, Jean está na 35ª colocação. O chileno Francisco Lopez fez o melhor tempo desta terceira etapa, mas quem assumiu a liderança na geral foi o veterano do Rally Dakar, o francês Cyril Despres.

O Rally Dakar 2013, maior competição do gênero no mundo, teve início no último sábado (5), percorrerá ainda mais dois países – Argentina e Chile – até concluir seu trajeto de mais de oito mil quilômetros no dia 20 de janeiro.

Resultados acumulados das motos após a terceira etapa, até à 10ª colocação:

Jean Azevedo aparece na 35ª colocação.

Confira como será a etapa desta terça-feira, 08 de janeiro
Etapa 4: Nazca – Arequipa (Peru)
Deslocamento: 429km
Especial: 289km