John Barnard troca F1 pela MotoGP

A F¢rmula 1 se aproxima do motociclismo e finalmente foi anunciada oficialmente a contrata‡Æo do ex-ferrarista John Barnard para desenvolver a Proton KRV5 do americano Kenny Roberts, uma moto com motor V-5 e tecnologia in‚dita no chassi.

Vai ser um trabalho duro: fazer da Proton KRV5 uma moto capaz de concorrer com marcas japonesas e italianas j  decanas na categoria motovelocidade. Para o tri campeÆo mundial da 500cc, o californiano Kenny Roberts, tudo ‚ uma questÆo de tempo, dinheiro e tecnologia.

Tempo ele j  acumulou em mais de uma d‚cada como dono de equipe. Dinheiro ele conseguiu ao atrair os malaios da Proton, uma gigante da ind£stria automobil¡stica e motocicl¡stica da Malaysia, cheios da grana. Agora chegou a tecnologia ao contratar um dos magos da F-1, o inglˆs John Barnard, autor, entre outros, do projeto da McLaren M23 – em parceria com Gordon Coppuck – que deu o t¡tulo mundial de F1 a Emerson Fittipaldi em 1974.

Mas nÆo ‚ s¢. Barnard tamb‚m teve participa‡Æo ativa no projeto das McLaren MP4, que dominaram a F1 nos anos 80, com Alain Prost e Ayrton Senna e depois na Ferrari que vem dominando a F1 atual com Michael Schumacher e Rubens Barrichello.

O trabalho de Barnard ser  no sentido de desenvolver novos materias e nova tecnologia principalmente para o chassi. Desde a entrada discreta da eletr“nica na motovelocidade nada mais radical foi pesquisado. “Vai ser um trabalho duro – explicou Barnard – principalmente porque o regulamento do motociclismo ‚ muito restritivo quanto ao uso de alguns materiais. O progetista ir  trabalhar em sua agˆncia no munic¡pio de Banbury, na Inglaterra, considerado o “cinturÆo da tecnologia da F1″. Os pilotos da Proton para 2003 serÆo Aoki e McWilliams, j  que Kenny pai nÆo conseguiu convencer o filho Kenny Jr a sair da Suzuki.