Johnson Controls bate recorde de produção de baterias para motos

Johnson Controls bate recorde de produção de baterias para motos

Johnson Controls bate recorde de produção de baterias para motos

Fábrica de Sorocaba produziu 150 mil baterias em julho, melhor marca desde que foi inaugurada em 2007

A Johnson Controls atingiu em julho a produção de 150 mil baterias da linha Heliar PowerSports para motocicletas, melhor resultado da empresa desde 2007 quando inaugurou a fábrica em Sorocaba, interior do Estado de São Paulo. Do volume total fabricado, 93% foram destinados à Honda e os demais, distribuídos no mercado de reposição.

O volume de produção atingido pela Johnson Controls, fornecedora exclusiva de baterias de motocicletas para o montadora, comprova sua liderança no mercado brasileiro. Entre dez motos Honda que circulam no País oito são equipadas com baterias Heliar PowerSports.

Inaugurada no segundo semestre de 2007 mediante o investimento de US$ 11 milhões, a fábrica de baterias Heliar para motocicletas tem capacidade de produzir de 2,3 milhões de unidades/ano, volume destinado às principais montadoras e ao mercado de reposição. É a primeira fábrica da Johnson Controls em todo o mundo com produção inteiramente voltada ao segmento de motocicletas.

A linha Heliar PowerSports é composta por três modelos, destinados a motocicletas com motor de até 400 cm3 de cilindrada, que correspondem a 71% da frota circulante, estimada em cerca de 13,5 milhões de unidades. Diferente das baterias convencionais, do tipo seco carregadas, a PowerSports tem arranque mais forte devido à maior área de contato entre as suas placas internas. Além disso, dispõe de válvula que promove a recombinação dos gases, o que impede a perda de corrente e, consequentemente, mantém a eficiência elétrica.

Entre as características de projeto, as baterias PowerSports possuem a tecnologia AGM com o processo de fabricação com grades laminadas e expandidas e conexões do tipo “Extrusion Fusion”, que proporciona maior vida útil. Totalmente seladas, dispensam o manuseio de ácido para ativação, o que contribui para a preservação do meio ambiente.