Foto: Largada da SX2

Jorge Balbi e Jean Ramos vencem em Canoas e ficam perto do título do Dunas Supercross 2008

Foto: Largada da SX2

Foto: Largada da SX2

Balbi deu um passo decisivo para conquistar o título da SX1 do Dunas Supercross 2008. A vitória na penúltima etapa disputada na noite deste sábado, em Canoas (RS), lhe garantiu uma vantagem de 14 pontos sobre o seu perseguidor direto, Leandro Silva, terceiro na etapa. Balbi vai para Barretos, no dia 13 de dezembro, precisando apenas de um quarto lugar para garantir o título.

Jean Ramos, o outro ganhador da noite, na SX2, terá um pouco mais de trabalho. Ele abriu 11 pontos sobre Swian Zanoni e agora necessita do segundo lugar na última prova, em Barretos, para ser campeão da temporada, sem depender dos resultados dos adversários.

O bom público que compareceu à arena montada no Parque Municipal Eduardo Gomes, estimado em 4.500 pessoas, presenciou duas corridas bastante disputadas. Na SX1, Marronzinho fez o hole shot (cruzou a primeira curva na frente) bastante próximo de Leandro Silva, que assumiu a ponta. Jorge Balbi largou em quarto e fez uma prova de recuperação encostando rapidamente no líder. A pressão de Balbi deu resultado. Na metade da prova, Leandro errou no triplo e caiu. Perdeu preciosos segundos e voltou em quarto lugar. Travou um bom duelo com Wellington Garcia e terminou em terceiro. Balbi, por sua vez, ganhou a corrida sem ser importunado por Marronzinho, que estava conformado com o segundo lugar.

“Foi uma prova difícil e o dia foi impecável. Fui o mais rápido nos treinos e só não ganhei o hole shot. Larguei mal e percebi que o Leandro ficou nervoso com a minha aproximação, ele errou e consegui ultrapassá-lo. Essa vitória foi muito importante, agora vou para Barretos tranquilo para tentar vencer o campeonato. Dedico a vitória ao meu pai, que sofreu um acidente nesta semana”, afirmou o piloto que só não ganhou a etapa de Curitiba. Balbi soma 96 pontos, 14 a mais do que Leandro Silva.

Leandro estava frustrado com o resultado e tentou justificar seu erro. “Fiz uma boa largada, mas cometi um erro bobo ao sair do trilho. Acabei caindo e prejudiquei minha prova inteira. Não era o que eu esperava, mas agora preciso focar na última etapa e lutar pela vitória e aguardar o resultado do Balbi”, explicou.

Jean Ramos teve um dia perfeito – Na SX2, Jean Ramos também teve um dia perfeito. Fez o melhor tempo na classificatória e o hole shot na corrida, somando dois pontos extras. Na prova, venceu de ponta a ponta, não dando nenhuma chance aos adversários, tanto que colocou uma volta de vantagem sobre o quarto colocado, Cesar Popinhak. Swian Zanoni, o vice-líder, ainda lutou muito, depois de cair duas vezes e ficar em último lugar. Teve uma recuperação impressionante e terminou em terceiro.

“Mais difícil que a largada, foi manter a concentração até o final porque abri uma vantagem muito grande sobre os adversários. Esta foi a etapa mais fácil para mim e hoje tudo deu certo”, disse Jean, que levou para casa R$ 4 mil, R$ 3 mil pela vitória e R$ 1 mil pelo hole shot. Ele agora soma 93 pontos contra 82 de Zanoni.

Depois de fazer uma corrida de recuperação sensacional, Swian Zanoni estava satisfeito. “Caí duas vezes, mas consegui andar rápido e voltar para a corrida. A terceira posição acabou sendo interessante e vou treinar muito para vencer a última corrida em Barretos”, disse o ganhador das provas de Casimiro de Abreu e Curitiba.

Quem teve final de semana bastante complicado foi Lucas Moraes. Depois de ter suas duas motos roubadas na chegada a Porto Alegre na madrugada da sexta-feira, o piloto conseguiu uma moto emprestada para competir. Quando estava em quinto lugar, se atrapalhou no triplo e, após um salto forte, torceu o pé direito depois de bater forte no chão, abandonando a prova.

Além da premiação total de R$ 36,3 mil em dinheiro, os cinco primeiros de cada categoria ainda receberam prêmios especiais. Os dois vencedores ficaram com um computador portátil cada um. Do segundo ao quinto lugares ganharam aparelhos celulares, ofertados pela parceria entre a Lebes, Vivo e Nokia. Aqueles que fizeram o hole shot (João Marronzinho Paulino e Jean Ramos) e os dois últimos colocados (Mariana Balbi e Gustavo do Amaral) também ficaram com um celular cada.

A última etapa do Dunas Supercross está marcada para 13 de dezembro e será disputada no Parque do Peão, em Barretos.

Resultado da quarta etapa:
SX1
1- Jorge Balbi (Fox/ASW/Honda/L acqua di Fiore/ MR Pró/Zoolo/Booster/ LEM/Água Incá), 16m10s719
3- Leandro Silva ((Honda/ASW/MR PRÓ/MXParts/Oakley/Mobil/Pirelli), a 15s096
4- Wellington Garcia (Honda/ASW/Móbil /Oakley/Pirelli/Polisport), a 29s725
5- Pipo Castro (Pauta/Controlflex/Yamaha/ Dunas/Geração Motos/Recris), a 31s537
2- João Marronzinho Paulino (ProTork/Rinaldi/TBT /Motoshop), a 34s478
6 – Kurtt Rocha (ProTork/Farma Total), a 35s442
7 – Roosevelt de Freitas (ProTork), a 1 volta
8- Jethro Feula (Prorace/Motomani/Total), a 3 voltas
9- Heinz Chrispim (M3/Prefeitura Municipal de Caieiras/MR Pró/ Revista Dirt Action), a 3 voltas
10- Mariana Balbi (ProTork/L Acqua di Fiore/ Balbi Team/Rinaldi), a 4 voltas

SX2:
1.- Jean Ramos (Honda/Mobil/Pirelli/Jmr Escola de Motocross/Oakley/Navarro Suspensão), 16m16s090
2.- Rafael Zenni (Suzuki/Petrobras/Zenni Preparações), a 12 s
3.- Swian Zanoni ((KTM/Fox/Motul/M3/Benazi/MRPro), a 35 s
4.- César Augusto Popinhak (Suzuki/Petrobras/Oneal), a 2 voltas
5.- Eduardo Ferreira Lima, (Honda/Mobil/ASW/Pirelli), a 41 s
6.- Rodrigo Selhorst (Oásis KTM / Brasil Racing/R2/Dash/Gustavo Borges), a 1 volta
7.- Gabriel Gentil (Motoshop/Shift/Orbital), a 1 volta
8.- Hector de Freitas Assunção (Honda, Mobil, ASW), a 2 voltas
9- Thales Vilardi (Honda/Mobil/ASW/Orbitall/NGK/Booster), a 9 voltas
10- Marçal Muller (ASW/Calçados Ramarim)
11.- Fabiano Nestor dos Santos (Imóveis Gottems, Pro 1 One), a 2 voltas
a 4 voltas
12- Leonardo Sebben (Ma Pró/Servitec/Biketec)
13.- Gustavo do Amaral (Suzuki/Petrobras/Vortx/ MR Pró/Dash), a 5 voltas

Os cinco primeiros da SX1 após quatro etapas:
1- Jorge Balbi, 96
2- Leandro Silva, 82
3- João Marronzinho Paulino, 69
4- Pipo Castro, 48
5- Wellington Garcia, 42

Os cinco primeiros da SX2 após quatro etapas:
1- Jean Ramos, 93
2- Swian Zanoni, 82
3- Rafael Zenni, 62
4- Rodrigo Selhorst, 47
5.- Eduardo Lima, 40

O Dunas Supercross 2008 tem patrocínio da Honda e Ipiranga, apoio de Bunnet, Federação Gaúcha de Motociclismo, Associação de Motociclismo e Esportes Automotor de Canoas, Prefeitura de Canoas, Lebes, Vivo e Nokia e supervisão da CBM, e é uma realização da Dunas Race, empresa que organiza o Rally Internacional dos Sertões.