Jovens de baixa renda ganham oportunidade de emprego nos bicicletários de São Paulo

Projeto realizado em parceria com as Secretarias do Verde e do Meio Ambiente e do Trabalho vai ajudar mais de 100 pessoa

O Instituto Parada Vital (IPV), que administra os bicicletários públicos em estacionamentos, metrôs e terminais de ônibus EMTU da Grande São Paulo e de Campinas, vai dar uma boa oportunidade para mais de 120 jovens, com idades entre 16 e 28 anos, de famílias de baixa renda.

O objetivo do Projeto Emprego Verde Escola, que é realizado em parceria com a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente e com a Secretaria do Trabalho, vai além de uma simples oportunidade de emprego: esses jovens terão a chance de ser educados para o trabalho por meio de um método construtivista.

O curso, que começa na primeira quinzena de dezembro, terá quatro disciplinas – Economia Doméstica e Consumo; Política, Cidadania e Meio Ambiente; Gestão de Processos; Liderança e Gestão de Carreira; e Carreira e Encaminhamento -, além de um laboratório que será realizado nos próprios bicicletários. Dois professores, oito supervisores e um psicólogo serão os responsáveis pelas aulas.

“A intenção é qualificarmos essa mão-de-obra para operarem nos bicicletário e, ao mesmo tempo, para a inserção no mercado de trabalho”, disse Ismael Caetano, presidente do Instituto Parada Vital.

Os jovens serão selecionados pelo Programa Operação Trabalho, da Prefeitura de São Paulo, juntamente com a direção do IPV. O curso, que tem duração de dois anos, será ministrado na sede do Instituto Parada Vital localizado à Alameda Barão de Limeira, 985, 5° andar, no bairro Campos Elíseos.

Sobre o Instituto Parada Vital
O Instituto Parada Vital é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que tem como principal objetivo propor soluções que preservem o meio ambiente e promovam o desenvolvimento sustentável em grandes centros urbanos.

Fundada em 2007, a iniciativa visa estimular o uso de transportes alternativos que contribuam com a redução de emissão gases poluentes. O projeto tem apoio do Metrô de São Paulo, da EMTU e da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente. Site: www.paradavital.org.br