kawasaki wsbk superbike

Kawasaki é campeã de construtores no Mundial de SBK

Restando uma etapa para o fim do campeonato Mundial de SuperBike, a Kawasaki já conquistou o título de campeã de construtores. O bicampeonato veio no último final de semana, em etapa disputada no circuito de Jerez, na Espanha. Agora o Mundial de SuperBike parte para sua rodada final. O desfecho da temporada 2016 será realizado no Circuito de Losail, no Qatar, entre os dias 28 e 30 de outubro.

Kawasaki é equipe bicampeã do Mundial de SuperBike (WSBK)

Kawasaki é equipe bicampeã do Mundial de SuperBike (WSBK)

Ao que tudo indica, a marca japonesa quer impor um monopólio nos títulos do WSBK. Como se não bastasse o bicampeonato de construtores já citado, a equipe tem tudo para fazer uma dobradinha nas disputas individuais. O piloto Jonathan Rea (#1) está com uma mão no troféu (também do bi) e para ser campeão precisa apenas completar a duas corridas restantes. Ele possui 48 pontos sobre o segundo colocado, Tom Sykes (#66)… adivinha de qual escuderia dele? Exato. Ao que tudo indica, a Kawasaki irá faturar o Mundial e o vice junto do título de construtores.

Kawasaki quer faturar tudo no Mundial de SuperBike – WSBK

Kawasaki's ZX 10 alinhadas. Ao que tudo indica. marca fará dobradinha também na disputa entre pilotos

Kawasaki’s ZX 10 alinhadas. Ao que tudo indica. marca fará dobradinha também na disputa entre pilotos

“Estou muito satisfeito com a vantagem que tenho no campeonato. Podemos ir para o Qatar em um clima descontraído para conquistar o título. Até agora tivemos nove vitórias e fizemos um trabalho muito bom. Eu tinha confiança em minha equipe e acho que demos um passo à frente”, ressaltou Rea. Na etapa de Jerez, a diferença entre os dois pilotos na tabela classificatória do campeonato se manteve igual, pois Rea e Sykes somaram os mesmos 36 pontos. Com a combinação de resultados, o atual líder do campeonato mantém a primeira posição com 462 pontos. Enquanto isso, Sykes segue na vice-liderança com 414 pontos. Já na briga entre equipes, a Kawasaki não deu chance aos adversários e obteve o bicampeonato. A escuderia japonesa fechou 542 pontos, 75 a mais que a Ducati, a segunda colocada.

Nicky Hayden, da Honda, campeão de MotoGP em 2006, enfrentando o atual campeão de WSBK, Jonathan Rea

Nicky Hayden, da Honda, campeão de MotoGP em 2006, enfrentando o atual campeão de WSBK, Jonathan Rea

Com o vice praticamente garantido, e uma chance remota de ainda tirar o campeonato do colega de equipe, Tom Sykes disse que buscará uma melhor configuração da sua moto para vencer na rodada de encerramento do Mundial de SuperBike. “O terceiro é o melhor que poderíamos administrar em Jerez. Mas as corridas são assim. Foi uma boa corrida e uma grande luta ao longo da prova. Eu estava muito perto de Jonathan [Rea] no final, mas não o suficiente. Vamos seguir em frente e tentar ser mais fortes. Temos uma diferença de 48 pontos e precisamos encontrar um melhor set-up no Qatar para sermos agressivos do início ao fim”, comentou Sykes.

Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.