Kawasaki KLR 650; por que não vem para o Brasil?

Kawasaki KLR 650: por que não vem?

O mercado no Brasil abriu os olhos para um grande nicho, que tem atraído consumidores aficcionados à prática do moto turismo e pequenas incursões no off road. É o mercado das MIDI-TRAILs, que abrange motos de 500 a 750cc. E os grandes fabricantes não ficaram de braços cruzados, passando a oferecer várias opções de escolha, que chegam a causar hesitação do consumidor na hora de decidir qual moto comprar.

A Honda oferece desde a recém-lançada CB 500X, a XL 700V Transalp e a NC 700X. Incluimos nessa lista também a Honda a NX 400i Falcon que sendo a irmã menor, corre por fora tentando abocanhar uma pequena fatia desse mercado.

 Honda é q que tem mais opções na categoria

A Honda é a que oferece mais opções na categoria - NC 7OOX, CB 500X, Transalp e Falcon

BMW G 650 GS

BMW G 650 GS

 

 

 

Nessa faixa de cilindrada a BMW oferece apenas a trail G 650 GS

 

 

 


Suzuki V-Strom 650, a mais cara da categoria

Suzuki V-Strom 650, a mais cara da categoria

 

 

 

 

A Suzuki tem a V-Strom 650, réplica da sua irmã maior, a DL 1000.

 

 

 

 

 

 

A Yamaha chegou firme com a XT 660Z que traz consigo a força do nome Ténéré, e oferece também a XT 660R, ambas mais preparadas para encarar pisos de terra com mais aptidão que suas concorrentes.

As Yamaha de 660cc encaram com mais naturalidade o off road

As Yamaha Tenéré e XT de 660cc encaram com mais naturalidade o off road

Versys 650, três versões com a mesma base mecânica

Versys 650, três versões com a mesma base mecânica

 

 

 

A Kawasaki por sua vez oferece Versys nas versões Versys 650, Tourer e City, de características mais ON.

 

 

 

 

A KTM mundial dedica-se predominantemente à fabricação de motos trail especializadas em esportes off road como enduro, motocross e trial. A única versão “civil” de trail é big-trail 1190 Adventure, enquanto a Suzuki mundial não fabrica outro modelo além da V-Strom nessa faixa de cilindrada.

Kawasaki KLR 650; por que não vem para o Brasil?

Kawasaki KLR 650; por que não vem para o Brasil?

Entretanto, a Kawasaki comercializa no exterior a KLR 650, modelo com aptidão off road, evidenciada pelo para-lama alto, que certamente cairia no gosto do consumidor brasileiro, aumentando dessa forma a sua participação em número de unidades vendidas no segmento. Apesar disso a Kawasaki não se decide a trazê-la para o Brasil. Dos 13 países da América do Sul – Argentina, Paraguai, Chile, Peru, Colômbia, Uruguai, Bolívia, Equador, Venezuela, Guiana Francesa -, a KLR 650 não está disponível em apenas 3: Brasil, Guiana e Suriname.

Compare os preços das midi-trails do mercado brasileiro:

Somente em 3 países da AL a Kawasaki não comercializa a KLR 650, entre eles o Brasil

Somente em 3 países da AL a Kawasaki não comercializa a KLR 650, entre eles o Brasil

 

Sua aptidão off road conquistaria consumidores por aqui

Sua aptidão off road conquistaria consumidores por aqui

Ficha técnica da Kawaki KLR 650

Kawasaki KLR 650 - Ficha técnica

Kawasaki KLR 650 - Ficha técnica (em inglês)



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.