Concours: mais uma clássica internacional aporta em terra brasileiras na última versão

Kawasaki lança Ninja 1000 e Concours 14

 

Concours: mais uma clássica internacional aporta em terra brasileiras na sua última versão

Concours: mais uma clássica internacional aporta em terra brasileiras na sua última versão

A Kawasaki apresenta no Salão Duas Rodas dois novos modelos de motocicletas. A “green”, que completa três anos de atuação no mercado nacional, apresenta ao público brasileiro a Ninja 1000, modelo sport-touring lançado em 2010 na Europa e nos Estados Unidos, e a Concours 14, uma touring  já conhecida dos motociclistas de mercados mais maduros.

Affonso de Martino, gerente comercial da Kawasaki, informa que com estes dois lançamentos, a kawasaki amplia seu line-up nos segmentos de mercado com grande potencial de crescimento. “O modelo chega no momento oportuno e a Kawasaki se posiciona como uma marca Premium com mais estes lançamentos”, destaca o executivo. Além dos dois lançamentos, uma série limitada da Ninja ZX-10R foi produzida para comemorar os 40 anos (em 2012) do título de F-1 vencido por Emerson Fittipaldi. A moto tem as cores e o grafismo da Lotus de Fittipaldi.

A Concours 14 já é referência nos mercados norte-americano e europeu e chega ao Brasil para concorrer com moto do porte de Honda Goldwing, BMW K1600 e Harley-Davidson Electra-Glide Ultra Limited. Ela esbanja conforto, segurança, potência e tecnologia. A Kawasaki informa que ela estará disponível nas principais concessionárias autorizadas Kawasaki até o final de 2011.

Ninja 1000: sport-touring de respeito completa a linha da "green"

Ninja 1000: sport-touring de respeito completa a linha da "green"

Derivada da superesportiva Ninja ZX-14, a Concours 14 possui sistema de controle de tração KTRC (Controle de Tração Kawasaki), sistema de freios ABS K-ACT (Kawasaki Advanced Coactive-braking Techonology), KIPASS (Kawasaki´s Intellingent Proximity Activation Start System), um sistema de chave-mestra que permite que haja ativação da moto de forma remota, além do bloqueio da direção em situações de risco.

O modelo dispõe de um “Modo de Economia de Combustível” que pode ser acionado a qualquer momento pelo condutor, fazendo o ECU ativar um mapa de combustível que mantém a economia de gasolina e limita a 6.000 rpm a rotação do motor e velocidade máxima fixada em 160 Km/h, tudo isso devidamente avisado no painel de instrumentos. O pára-brisa conta com quatro níveis de regulagens, memorizadas eletronicamente.

O tanque de combustível tem capacidade para 22 litros. A suspensão dianteira é invertida, com tubos de 43 mm de diâmetro e 113 mm de curso. Já a traseira, é do tipo mono amortecida com 136 mm de curso, ambas reguláveis. O motor é um quatro cilindros em linha com de refrigeração líquida, com 1.352 cc e a potência chega a 155 cv a 8.800 rpm com um torque máximo de 13.9 kgfm a 6.200 rpm.

Ninja Fittipaldi comemora 40 anos do primeiro título mundial de F-1

Ninja Fittipaldi comemora 40 anos do primeiro título mundial de F-1

Já a Ninja 1000 aumenta a família de superesportivas da Kawasaki e é, na realidade, a versão esportiva da naked Z1000. Na Europa esta moto é conhecida como Z1000SX. A Ninja 1000 tem pára-brisa com três posições de ajuste, lanterna traseira tipo LED, tanque de combustível com capacidade para 19 litros e especialmente desenhado para melhor ergonomia, o que é um ponto forte do modelo, que tem posição de pilotagem mais ereta por causa da posição elevada do guidão.

O painel de instrumentos da Ninja 1000 possui tacômetro analógico e painel LCD multifuncional que incui as funções de velocímetro, nível de combustível, relógio, hodômetros parcial e total. A suspensão dianteira da Ninja 1000 possui garfo invertido de 41 mm totalmente ajustável e a traseira possui braço oscilante horizontal, amortecedor a gás e mola de pré-carga ajustável.

O motor de quatro cilindros em linha, DOHC de 1043 cc, gera 138 cv de potência a 9.600 rpm com um torque máximo de 11,2 kgfm a 7.800 rpm, integrado a uma transmissão de 6 marchas. A Ninja 1000 está sendo produzida nas linhas de montagem da fábrica da Kawasaki no Pólo Industrial de Manaus (AM), e estará disponível na rede de Concessionárias Autorizadas Kawasaki em todo o Brasil, ainda em 2011.

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners. Clique aqui para acessar o tópico.