Posição confortável para longas horas - Bancos macios mas com firmeza

Kawasaki Ninja 1000 Tourer 2015

Pilotos que buscam o desempenho de uma esportiva com o conforto de uma touring precisam olhar mais de perto a renovada Ninja 1000 Tourer. Com perfil agressivo, derivado da linhagem da família Ninja, esta motocicleta faz uma combinação interessante entre potência, precisão na pilotagem, aparência e conforto.

Ninja 1000 Tourer ABS 2015: esporte-turismo de respeito

Ninja 1000 Tourer ABS 2015: esporte-turismo de respeito em design muito associado ao nome

As mudanças da Ninja 1000 Tourer 2015 direcionam para maior praticidade e adaptação a váriadas condiçoes de uso.

Visual inconfundível das Ninjas

Visual inconfundível das Ninjas

Sistema de controle de tração oferece três modos de intensidade, partindo de um piso bastante escorregadio até um de máxima tração

Sistema de controle de tração oferece três modos de intensidade, partindo de um piso bastante escorregadio até um de máxima tração

O sistema de controle de tração KTRC (Kawasaki Traction Control), apresenta três modos diferentes, para maior confiança do piloto, independente das condições do piso. Assim também, dois modos de potência podem ser escolhidos para conciliar o desempenho do motor, com as condições do ambiente. Ele pode optar pela entrega bruta de potencia ou limitá-la a 70%, quando estiver com companhia, por exemplo.

Posição confortável para longas horas - Bancos macios mas com firmeza

Posição confortável para longas horas – Bancos em dois níveis macios mas com firmeza

Mais potência e mais torque em rotações mais baixas se torna mais aproveitável

Motor com mais potência (142 cv a 10.000 rpm) e mais torque 11,3 Kgf.m a 7300 rpm)  em rotações mais baixas se torna mais aproveitável

O motor, quatro cilindros e 1043 cc, tem duplo comando de válvulas (DOHC) e 16 válvulas. Seu arrefecimento é a líquido e é compartilhado com a Z1000 2015. Tem as mesmas inovações como aumento de potência em um giro mais baixo; você percebe uma curva de torque mais ampla e mais forte, já em rotações mais baixas. Para isso foram mudados os ressaltos dos comandos de válvulas, redimensionados os dutos de admissão e feita nova conexão entre os coletores de escape. Esses são ovalados para transferirem mais pressão em menor tempo. A parte inferior dos cilindros tem novo formato que diminui a resistência, quando os pistões se movem para baixo e a nova caixa de ar confere um som mais agradável ao motor.

Freios Tokiko de pistões assimétricos produzem boa potência e controle nas frenagens

Suspensão invertida e freios Tokiko de pistões assimétricos produzem boa potência e controle nas frenagens. Rodas leves ajudam na ciclística

Também nos freios; o sistema Tokiko monobloco de pinças duplas são afixadas radialmente, adicionam estabilidade quando as forças de ancoragem das pinças são transferidas ao garfo de 41mm totalmente ajustável. Nova bomba exclusiva da marca pressiona o fluido para a nova central (mais leve) de ABS da Bosch que controla mais rapidamente as intervenções do sistema.

O seletor de funções no punho esquerdo facilita os ajustes. No painel o grande tacômetro analógico domina o visual e na tela LCD se apresentam outras informações

O seletor de funções no punho esquerdo facilita os ajustes. No painel o grande tacômetro analógico domina o visual e na tela LCD se apresentam outras informações

Transmissão final mais longa e capacidade de carga para viagens confortáveis

Transmissão final mais longa e capacidade de carga para viagens confortáveis, graças ao novo sub frame traseiro

A transmissão final é mais longa do que a da  Z1000 2015 (41/15). Facilita a pilotagem, com menor vibração e em longas distâncias a sexta marcha aplica um “over drive”. Você consegue boa velocidade de cruzeiro com um giro mais confortável do motor, com menor consumo também.

As grandes malas laterais integram bem com o visual do resto da moto e com a capacidade de 28 litros dá para programar viagens longas com todo conforto, sem prejudicar a pilotagem. Porque facilmente você regula a suspensão traseira na pre carga, adequando o peso extra, sempre que necessário e sem precisar de ferramentas. Com uma chave de fenda você regula o sistema hidráulico na compressão e retorno.

Colaboram com a ciclística as rodas mais leves, suspensão traseira com amortecedor horizontal, longe da caloria do escapamento e concentrando massa junto ao motor. Outros detalhes como o para brisa de altura regulável, sistema de selação de funções no punho esquerdo, grande capacidade do tanque de gasolina (19 litros) facilitam bastante a vida do motociclista.

A Ninja 1000 Tourer ABS 2015 chega às concessionárias autorizadas Kawasaki na cor Candy Lime Green com preço público sugerido de R$ 56.990. Também é possível encontrar uma boa gama de acessórios genuínos Kawasaki, compatíveis ao modelo.

Se você tem uma Kawasaki Ninja 1000 Tourer, opine sobre ela!
Acesse agora mesmo: Guia de Motos – Motonline
Kawasaki Ninja 1000 Tourer - Ficha Técnica

Kawasaki Ninja 1000 Tourer – Ficha Técnica



Pioneiro no Motocross e no off-road com motocicletas no Brasil, fundou em 1985 o TCP (Trail Clube Paulista), que organizou a 1ª prova de enduro tipo FIM (Enduro da Mentira). Desbravou trilhas em torno da capital paulista enquanto testava motos para revistas especializadas. É editor técnico e consultor no Motonline.