Kawa-ZX10_2

Kawasaki Ninja ZX-10R mais próxima de uma Superbike

Kawasaki Ninja ZX-10R

Está obtendo bons resultados no campeonato mundial de Superbike (WSB) essa moto. Foram segundo lugar em 2012, primeiro em 2013, segundo em 2014 e primeiro em 2015. Neste ano de 2016, continua prometendo na temporada atual. Com benefícios vindos diretamente do Kawasaki Racing Team, juntamente com novas pesquisas de desenvolvimentos em andamento, a nova Ninja ZX-10R está mais próxima de uma Superbike de fábrica.

Mais performance no projeto direcionado a tempos de volta mais rápidos na pista, a Ninja ZX-10R está bem avaliada para continuar o domínio das Kawasaki Ninja nas pistas ao redor do mundo.

Motor 998 cc

Vem com arrefecimento líquido, 4 tempos, 4 cilindros em linha e oferece alta potência com bom gerenciamento. Uma entrega de potência suave que ajuda a voltar a acelerar, a nova versão deste motor entrega potência mais forte nas faixas das baixas e médias rotações e assim se obtém uma aceleração mais rápida nas saídas de curva. O virabrequim mais leve foi instalado para uma subida de giro mais rápido, e também para maior maneabilidade. O desenvolvimento junto à equipe de fábrica da categoria Superbike serviu para assegurar a potência enorme do motor e outros desenvolvimentos ajudaram a manter baixas as emissões de poluentes para cumprir a legislação da Euro 4.

O motor da Ninja ZX-10R anterior equilibrava uma grande potência aliada a um bom gerenciamento, a retomada aumentou pela mudança do pico de torque para rotações mais altas. O novo gerenciamento do motor continua com essa característica, mas oferece mais força nas faixas de baixa e média rotações para melhorar as saídas de curva. Ele também está mais sensível, com o novo corpo borboletas, aumentando as rotações de forma mais rápida, também graças ao virabrequim com um menor momento de inércia.

Eletrônica sofisticada permite muitos recursos

Eletrônica sofisticada permite muitos recursos

Chassi com dirigibilidade mais leve

O novo virabrequim melhorou a dirigibilidade, por ter inércia menor pela massa reduzida, além disso, mudanças no chassi deixam a moto mais leve. É notável como a entrada de curvas se tornou mais fácil e a agilidade contribui para fazer tempos de voltas mais rápidos.

Suspensão

O novo garfo dianteiro foi desenvolvido em conjunto com a Showa no campeonato mundial de Superbike. A tecnologia que vem diretamente das motos de fábrica da Kawasaki, agora está disponível nos produtos de série. O novo garfo Showa, “Balance Free Front Fork”, é usado em conjunto com o mais novo amortecedor traseiro também da Showa, o BFRC lite, uma versão mais compacta e mais leve de seu “Balance Free Rear Cushion”, que também é novo na Ninja ZX-10R.

Freios

O sistema de freio dianteiro da Brembo foi melhorado, muito similar ao sistema usado na Ninja H2R, vem com os mesmos componentes. O sistema da Brembo diminuiu as folgas do sistema, de modo que quando os freios são chamados ao trabalho, eles respondem imediatamente.

Nova geração da Eletrônica

Os novos programas instalados na ECU revelam uma fotografia instantânea da situação real do que a moto está fazendo, com um mínimo de hardware. O programa de modelagem, proprietário da Kawasaki, usa uma formulação complexa que inclui modelagem dos pneus, examinando as mudanças em vários parâmetros: a mudança do tipo de pavimento, as condições dos pneus e a dinâmica da movimentação da moto pela pista. Isso, com a adição de uma IMU da Bosch (Unidade de medição inercial) com a versão mais recente dos softwares de modelagem, a tecnologia de gerenciamento eletrônico representa uma nova geração, mudando de sistemas de “ajustes” e “reações” para sistemas que dão feedback. Tudo para entregar mais prazer na pilotagem, com menos riscos e mais performance. Os sistemas de gerenciamento eletrônico na nova Ninja ZX-10R têm uma maior capacidade e facilita o controle do piloto a experimentar como é pilotar uma Superbike de alta potência no limite nas pistas. Confira a galeria da nova ZX-10 2017 em ação na pista de Interlagos!

Amortecedor de direção eletrônico Öhlins

Os ajustes, devem cobrir todas as condições de pilotagem e velocidades. Então, as características de amortecimento são modificadas eletronicamente de acordo com a velocidade do veículo, o grau de aceleração e desaceleração. Em baixas velocidades, os ajustes são feitos para um amortecimento que não interfira leveza da motocicleta. Por outro lado, em altas velocidades, o amortecimento aumenta para mais estabilidade, sempre levando em conta também a atitude da moto, se está em aceleração ou em desaceleração.

“International Racing” design

Partindo das linhas de sua antecessora, o novo design da Ninja ZX-10R é facilmente reconhecível. A carenagem completa tem nova bolha, com filetes que a contornam e a seção traseira, mais volumosa dá a impressão de um volume mais compacto, com centralização das massas à frente. Uma silhueta parecida com as máquinas da equipe de fábrica da Kawasaki. Duas das três cores e grafismos disponíveis são baseadas no visual da equipe de fábrica do campeonato mundial de Superbike para 2016.

O preço sugerido em todas as lojas da rede de concessionárias autorizadas Kawasaki é de: KRT – Special Edition – Lime Green – R$ 78.990 sem frete/sem seguro.Separador_motos