Foto: Bitenca

Kits para álcool, Manuais, Desgaste desigual,

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Olá a todos do site motonline! Gostaria que vocês tirassem algumas dúvidas que eu tenho e acho que várias pessoas tem. Uma moto para ser convertida para andar com alcool é necessário o que? E esses Kits que são vendido na net funciona de verdade? Por exemplo esse que eu encontrei no Mercado Livre é mentira ou verdade? obrigado! araços para todos. Otávio, 26, Varginha, MG

R: Otávio, a simples conversão para o álcool pode ser bastante simples, apenas adequando-se a mistura ar-conbustível, isso é o que esses kits fazem. Porém a coisa não é tão simples assim, pois como você sabe o álcool tem alta afinidade com a água e sempre carrega um pouco dela consigo. O resultado da simples adequação da mistura é o comprometimento do motor e carburador (se a sua moto usar). As peças internas do motor à gasolina não estão preparadas para o tipo de corrosão que ocorre com o álcool, assim como nos automóveis. Nas motos o problema é o mesmo, não há transformação possível sem uma reconstrução completa do motor, adequando-se os materiais e acabamentos das peças que sejam resistentes às características desse combustível. Abraços,

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Muito boa noite gostaria de saber se poderiam me ajudar pois tenho uma cb-450 e gostaria de ter a vista expandida do motor pois gostaria de eu mesmo fazer a manutenção dela. desde já muito obrigado por ajudar Ruy, 51, Iguaba Grande, RJ

R: Ruy, você precisa de um manual de serviço dessa moto. Ainda vai precisar de habilidades mecânicas para ter sucesso no seu projeto. Procure no forum do Motonline por amigos que podem lhe fornecer as informações necessárias, investigando pelos tópicos análogos ao seu problema. Boa sorte,

Olá, tudo bem? Primeiramente parabéns pelo site que a tantos anos nos informa dos acontecimentos no mundo das motos. Minha pergunta é a seguinte: É normal a CG Titan (a minha é a 2009) folgar tanto a corrente em 2000km rodados a ponto de encostar no cavalete central? É que a Yes que eu tinha não folgava tanto nem em 3000km que era o intervalo de revisão. Já na CG o intervalo é de 4000km e acontece uma coisa dessa no “meio do caminho”! Abraços! André, 25, Serra, ES.

R: André, o desgaste da corrente é normal. Porém a geometria da suspensão em relação à transmissão pode demandar um ajuste mais ou menos frequente, sem que isso signifique necessariamente um desgaste maior, mas também não podemos excluir essa hipótese. Se o uso que você faz da CG é o mesmo que com a Yes, isolariamos o problema da geometria se: A distância entre pivô da balança e eixo do pinhão fosse a mesma, o curso da suspensão e as medidas da corrente também fossem as mesmas, assim como as medidas da coroa e pinhão, aí sim você poderia condenar a qualidade da corrente. De fato as variáveis são tantas que se torna impossível a determinação do motivo real desse fato. Acostume-se a verificar, lubrificar e ajustar a corrente se necessário a cada 500 Km. Abraços.