Foto: Klever na despedida com a imprensa

Klever Kolberg quer ficar entre os dez

Foto: Klever na despedida com a imprensa

Foto: Klever na despedida com a imprensa

Na sua 19¦ participa‡Æo na prova, piloto troca de navegador e tem embreagem nova para o seu Mitsubishi Pajero.

Um dos mais experientes pilotos do Dakar, Klever Kolberg, 43 anos, acelera novamente um Mitsubishi Pajero Full 3.8 nas areias do Saara. Al‚m da enorme bagagem adquirida em quase duas d‚cadas de deserto, o bicampeÆo dos Rally dos Sertäes (1997 e 1998) tem nas mÆos um carro superpreparado pela Faster, fornecedora oficial da conceituada Ralliart. Em rela‡Æo ao carro do ano passado, a principal novidade no Mitsubishi do piloto ga£cho ‚ a nova embreagem. Foi um problema na pe‡a que lhe tirou das primeiras posi‡äes no Dakar 2005. “Est vamos andando entre os dez mais r pidos at‚ o problema na etapa entre Zouerat e Tichit, na Mauritƒnia”, contou.

O piloto da equipe Petrobras Lubrax, oitavo colocado no Dakar 2002, aposta ainda na juventude de seu novo co-piloto, o paranaense Eduardo Bampi. Aos 28 anos, ele sentar  no lugar do experiente Lourival Roldan, que esteve ao lado de Kolberg nas edi‡äes de 2003, 2004 e 2005. A estr‚ia de Bampi acontece em uma edi‡Æo na qual a navega‡Æo est  sendo considerada como ponto chave da prova. “Em 99% do trajeto, nÆo haver  GPS, apenas a b£ssola. O navegador ser  valorizado como no passado. Os inevit veis erros de navega‡Æo serÆo mais freqentes, o que pode manter o resultado aberto at‚ o fim”, diz Kolberg.

O objetivo da dupla ‚ chegar entre as dez primeiras na classifica‡Æo geral e entre as cinco na categoria Super Production Gasolina, na qual competem os quatro carros da equipe de f brica da Mitsubishi, considerada favorita. Para isso, Kolberg e Bampi precisarÆo deixar para tr s 178 carros, sendo 28 das equipes oficiais e semi-oficiais, que gastam milhäes de d¢lares para o desafio africano. “Ser  o segundo ano consecutivo com o mesmo carro. Agora, j  o conhe‡o bem, o que me d  confian‡a para andar entre os primeiros”.