KTM prepara uma 250 para Motovelocidade

Depois de conseguir ¢timos resultados nas temporadas de 125 do mundial de Motovelocidade, a marca austr¡aca quer vencer tamb‚m na 250. Os japoneses que se cuidem, porque a turma dos Alpes est  a fim de briga. Primeiro a KTM, marca que sempre se notabilizou pelas motos vencedoras de rally e enduro, investiu em uma 125 de motovelocidade e obteve excelentes resultados. Al‚m disso, j  havia anunciado a produ‡Æo de um motor V4 quatro tempos, de 950 cc com 220 cavalos para fornecer a alguma equipe interessada em desenvolvˆ-lo. Agora acaba de anunciar oficialmente que vai disputar o mundial de 250 com uma moto inteiramente nova.

NÆo pense que eles serÆo apenas coadjuvantes, como a WRC na categoria MotoGP, porque a dire‡Æo da KTM j  avisou que em 2006 quer brigar pelo t¡tulo mundial. NÆo duvido da capacidade deles, afinal sÆo especialistas em competi‡Æo e j  embolsaram os principais t¡tulos mundiais de enduro em todas as categorias. A KTM se especializou em motos para competi‡Æo fora-de-estrada e, mesmo que nÆo pare‡a, a tecnologia de competi‡Æo nÆo ‚ tÆo diferente quando se sai da terra e vai para o asfalto. Os princ¡pios de funcionamento de motor, suspensÆo e freios sÆo os mesmos, o que muda ‚ o tipo de solicita‡Æo.

O an£ncio da KTM coincide com a apresenta‡Æo mundial da nova BMW K 1200S, com motor de quatro cilindros em linha vertical, aposentando o motor horizontal. O que isso tem a ver? Muito, as marcas europ‚ias que estavam afastadas do Mundial de Motovelocidade na ‚poca dos motores 500 dois tempos estÆo se mexendo para entrar na briga com os japoneses. A Ducati foi a primeira a entrar na festa, seguida por Aprilia. Agora a KTM j  tem o motor e a BMW faz uma moto esportiva de 170 cv.

Ao que tudo indica, a MotoGP pode efetivamente se tornar a F1 das motos, com grandes marcas e corpora‡äes envolvidas. Vamos torcer apenas para nÆo absorver tamb‚m a monotonia da F1.