Leandro Silva, piloto da Equipe Honda Mobil da categoria MX Pró na Superliga Brasil de Motocross

Leandro Silva leva primeira bateria e garante vice-colocação na geral da MX Pró

Leandro Silva, piloto da Equipe Honda Mobil da categoria MX Pró na Superliga Brasil de Motocross

Leandro Silva, piloto da Equipe Honda Mobil da categoria MX Pró na Superliga Brasil de Motocross

A etapa de abertura da competição foi realizada neste fim de semana (16 e 17), na cidade de Poços de Caldas (MG). Adam Chatfield venceu no somatório das duas baterias da MX2 e o satélite Honda Thiago Formehl (IMS Honda) levou na categoria Júnior.

1ª BATERIA MX PRÓ – Disputa emocionante na MX Pró do começo ao fim. O satélite Honda Roberto Castro (Dunas Team) fez o holeshot, mas ainda na primeira volta o piloto Leandro Silva assumiu a liderança da bateria. No fim da prova, Leandro foi pressionado por Jorge Balbi, mas conseguiu manter a posição e vencer a primeira prova do dia. “Larguei em terceiro, ultrapassei o Castro na primeira curva e impus meu ritmo. Consegui segurar o Balbi no final e garantir essa vitória”, conta.

2ª BATERIA MX PRÓ – Novamente Roberto Castro disparou na frente, porém o duelo que chamou atenção novamente foi entre Leandro Silva e Jorge Balbi. Os dois pilotos trocaram posições até Leandro sofrer uma queda que o deixou na terceira colocação.”Infelizmente caí ainda no começo da prova. Mesmo assim, saio dessa etapa com um bom resultado”, comenta.

2ª BATERIA MX2 – Mais uma vez, bom desempenho dos satélites Honda na categoria. Humberto Martin (LS Racing) e Hector Assunção (Itamaracá Fox) saíram na frente. Rafael Faria (Dunas Team), vencedor da primeira bateria realizada no sábado, caiu logo na largada e precisou fazer corrida de recuperação para ficar em quarto na classificação geral da MX2. Depois de 18 voltas, Adam Chatfield venceu a prova deste domingo e ainda levou o título de campeão da etapa. “Saí em terceiro, mas consegui fazer uma boa corrida. Comecei bem a temporada, para quem sabe ser campeão”, evidencia.

BATERIA JÚNIOR – Confusão na largada da Júnior. Nove pilotos se chocaram tumultuando o início da corrida. Quem saiu na frente foi o gaúcho Enzo Lopes. O satélite Honda Thiago Formehl (IMS Honda), aniversariante do dia, ultrapassou os ponteiros, abriu vantagem e venceu com folga a bateria da Júnior. “Foi um grande presente e também uma conquista por ter treinado bastante nos últimos meses. A prova de hoje mostrou que o campeonato vai ser muito difícil”, diz.

“Independente de não ter vencido no somatório da MX Pró, avalio de forma positiva o desempenho do time Honda. O evento contou com boa estrutura e mais uma vez o público da cidade compareceu para assistir às baterias. É apenas a primeira das cinco etapas da Superliga”, completa Wilson Yasuda, assessor de competições Honda.

A próxima etapa da Superliga Brasil de Motocross está marcada para o fim de semana dos dias 30 de abril e 1º de maio, em Paulínia (SP).