Foto: Eliseo Miciu/ www.webventure.com.br - Felipe Zanol surpreende e é o vice-campeão nas motos

Lendário Marc Coma escreve o seu nome na história do Sertões

Foto: Eliseo Miciu/ www.webventure.com.br - Felipe Zanol surpreende e é o vice-campeão nas motos

Foto: Eliseo Miciu/ www.webventure.com.br - Felipe Zanol surpreende e é o vice-campeão nas motos

Um dia para entrar na história do Rally Internacional dos Sertões. Na última sexta-feira (20/08), a galeria de campeões da maior aventura brasileira sobre rodas foi enriquecida com uma lenda do fora-de-estrada. Bicampeão do mítico Dakar e, agora, tetracampeão mundial de Rally Cross Country, o espanhol Marc Coma (KTM 690) conquistou o primeiro título do Sertões na sua carreira.

Oitavo colocado na 10ª especial, disputada nesta sexta, entre Sobral (CE) e Fortaleza (CE), Marc Coma sempre se manteve entre os três primeiros em todas as etapas disputadas anteriormente na edição comemorativa de 18 anos da prova – vencendo três delas. No final, o espanhol terminou quase 18 minutos à frente do brasileiro Felipe Zanol (Honda 450), que foi o vice-campeão – e o mais rápido no último trecho cronometrado.

“Foi uma pena o problema que tirou o Zé Hélio da briga pela vitória, mas isso tornou as coisas um pouco mais fáceis para mim”, continuou o espanhol, referindo-se ao problema que o pentacampeão do Sertões enfrentou logo na terceira etapa, quando uma pedra atingiu e furou a mangueira de óleo do seu intercooler e ele não conseguiu terminar a especial.

Foto: Sidney Levy - O simpático David Casteau foi 4º na geral do Sertões

Foto: Sidney Levy - O simpático David Casteau foi 4º na geral do Sertões

Vice-campeão, Felipe Zanol foi a maior surpresa na categoria motos da 18ª edição. O piloto mineiro disputou o seu primeiro Sertões, desafiou a sua inexperiência em provas de Cross Country, e foi o maior vencedor de trechos cronometrados – quatro vitórias. Na terceira posição, o polonês Kuba Przygonski (KTM 690) completou a relação dos três melhores nas duas rodas.

112 veículos completam o Rally dos Sertões 2010
A 18ª edição do Rally Internacional dos Sertões cumpriu o prometido e apresentou aos seus competidores um dos roteiros mais difíceis de sua história. No duro percurso de 4.486 quilômetros por seis Estados – Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Maranhão, Piauí e Ceará – em dez dias de prova, muitos veículos enfrentaram dificuldades e não chegaram à capital cearense nesta sexta-feira. Dos 155 que largaram – 70 motos, 60 carros, 15 quadris e 10 caminhões – no dia 11 de agosto, 112 conseguiram chegar ao Beach Park – 47 motos, 45 carros, 12 quadris e oito caminhões.

Veja o resultado final da 18ª edição do Rally Internacional dos Sertões (categoria motos):
1º – Marc Coma (ESP) – KTM 690 – 25h52min42s3
2º – Felipe Zanol (BRA) – Honda 450 – 26h10min07s8
3º – Kuba Przygonski (POL) – KTM 690 – 26h32min26s8
4º – David Casteu (FRA) – Sherco Rally 450 – 26h44min00s1
5º – Dário Souza (BRA) – Honda 450 – 26h49min08s3
6º – Jacek Czachor (POL) – KTM 690 – 27h40min39s0
7º – Guto Klaumann (BRA) – Yamaha 450 – 27h58min59s2
8º – Ramon Sacilotti (BRA) – Yamaha 450 – 28h36min02s7
9º – Ramon Volkart (BRA) – BMW 450 – 28h59min01s3
10º – Norton Lopes (BRA) – Honda 450 – 29h15min44s2

Com patrocínio de Petrobras, Gillette Desodorantes e Camargo Corrêa, a 18ª edição do Rally dos Sertões conta com o apoio dos Estados de Goiás, Tocantins e Ceará e do Ministério do Esporte através da Lei de Incentivo ao Esporte. O evento ainda conta com supervisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).