15 mil motociclistas em Paris

LisarB, nosso país ao contrário

15 mil motociclistas em Paris

15 mil motociclistas em Paris

Enquanto jovens brasileiros, se aventuram em terras estrangeiras nos famosos intercâmbios e longe da terra mãe, enquanto no intercâmbio, trabalham nos chamados subempregos e até contam com orgulho pros seus familiares. No entanto, quando repatriados, jamais pensariam em trabalhar na mesma função que desempenhavam no exterior. Vivem, na maioria, da famosa mesada bancada pelos pais.

A situação semelhante com os motocilistas brasileiros, pois basta uma pesquisa rápida pela internet pra confirmar que o interesse por discussões sobre minha moto é melhor, custa mais e coisas do gênero, fervem. Enquanto isso, assuntos para somar forças e organizar movimentos e mostrar o descontentamento com cobrança de pedágios e/ou Seguro Obrigatório, ficam relegados ao limbo.

Pois se agora que o cidadão conseguiu seu carnezão e fez o seu Up de cilindrada, não pode pagar o mico de ser visto num protesto exigindo do governo valores menores e mais justos a serem cobrados pelo Seguro Obrigatório ou quem sabe a isenção da cobrança de pedágios para motocicletas, afinal se ele tem uma moto de tal cilindrada ele “aparenta” poder arcar com custos e valores variados sem problemas. Não importa se os políticos estão lesando toda a nação, o que importa é que ele “supostamente” pode bancar tudo, pois ele é uma pessoa que tem condições, não é como o povão que conta os trocados pra passar o mês. Nem gosta de imaginar o que os outros poderiam pensar dele, caso reclamasse do valor abusivo cobrado pelo Seguro Obrigatório, por exemplo. Pois no seu círculo de amizades, todos são bem sucedidos e não se importam com ninharias.

Nós importamos o modelo norte americano de que sucesso é o status de ter elevado poder aquisitivo e o resto não importa, infelizmente um modelo que foi deturpado e que está na contra mão do que é o politicamente correto.

Assim o nosso Congresso, aprova em primeiro turno, uma lei proposta pelo Deputado Jutaí Magalhães, lei está que proíbe, isso mesmo, proíbe o Ministério Público de trabalhar ou seja, o Ministério Público não poderão investigar o Presidente, Senadores, Deputados e Governadores suspeitos de corrupção. Tudo isso na maior cara dura. Onde está o povo? Tem alguém acordado?
Na França,  uma entidade do mundo das duas rodas a FFMC (Federação Francesa de Bikers Furiosos), articulou e organizou uma mobilização nacional, onde milhares de motociclistas foram as ruas, paralizaram o trânsito nos principais pontos das cidades francesas, tudo isso porque o Sr. Michèle Merli, responsável pela segurança das estradas na França e trabalha próximo a Claude Guéant, atual Ministro do Interior da França, sugeriu que os motociclistas usem um colete com cor fluorecente.

O resultado disso foi a paralização do trânsito nas regiões centrais das cidades francesas, como podemos conferir nas imagens publicadas no blog francês.

15 mil motociclistas no passeio em massa por Paris bloqueiam o centro da cidade
Fonte: ukfrancebikers.com

Marcelo Poeta Ribeiro, motonliner

Marcelo Poeta Ribeiro, motonliner

Ao contrário do que vemos pelas ruas das grandes cidades brasileiras, são motos de média e grande cilindradas que predominam e no entanto os motociclistas vão a luta e protestam.

Quando teremos motociclistas cidadãos no nosso país? Quando teremos organizações do mundo motociclístico encabeçando e articulando manifestações importantes?

Acorda Brasil !!

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners.
Clique aqui para acessar o tópico.