Foto: DER

Lombada eletrônica, Movimento Pacífico contra Projeto de Lei, Pedágio para Motos em São Paulo? , Trabalho de faculdade

Foto: DER

Foto: DER

Caros Amigos Tive uma Falcon durante 04 anos, e passava em todas as barreiras eletronicas com velocidade as vezes superior a permitida e nunca recebí multa. O que ocorre com os “pardais” e “lombadas eletronicas com relação às motocicletas? Seria o fato de não ter quatro rodas? Ou seria o peso? Quero lembrar que pela minha segurança, sempre obedeço os limites de velocidade, e estou com mais de 06 anos sem tomar nem sequer um susto,e ando de moto todos os dias. Faço da minha parte e peço a Deus para me livrar das outras. Tempo de moto: 10 anos na Bahia e 06 em Brasilia. HELVECIO HELDER (47) Brasília – DF

R: Helvécio leia a resposta dada ao leitor em http://www.motonline.com.br/default.asp?cod=12311&categoria=7&show=1 em 28/04/09 Quanto a obedecer as leis de trânsito, parabéns e passe essa educação aos amigos e parentes de sua convivência.

Peço atenção e divulgação a este comunicado: Meu nome é Rodrigo e sou motociclista há 39 anos. Estou entrando em contato com todos os sites que de alguma forma falam aos motociclistas (temos que banir o termo “motoqueiros” ). Esta nova lei que tramita no congresso vai acabar com as vantagens de se ter uma moto. Já escrevi ao relator do projeto, ao presidente da camara e ao presidente da republica, pelo fato de que esta medida vai causar desemprego de muita gente e vai colocar qualquer autoridade com decisão de definir se vc estava ou não ultrapassando no meio dos carros. Vai ser impossivel fazer este tipo de avaliação e nos vamos perder todas as pendencias nos Jaris do Detran. Legalmente vale mais a palavra do agente constituido do que a do simples mortal motociclista. Vi num site de um jornalista uma ideia de um motociclista que me agradou bastante e quero propo-la para todos nos: Vamos eleger um dia uma segunda ou sexta feira e fazer uma operação padrão. Vamos nos comportar como manda o decreto do parlamentar, isto é, avisando antes aos donos de empresas de moto-boy e contando com a colaboração deles pois são os maiores interessados, usaremos a motocicleta como se uma carro fosse. Usaremos o espaço a que temos direito e como eles acham que deve ser num dia a ser previamente dado a conhecer a toda a imprensa, nacionalmente. Ninguem deve ficar em paralelo com outra moto e vamos usar o espaço que um carro usaria. A ideia é mostrar que se procedermosa assim a cidade que já tem um trafego caotico vai piorar muito, ou mesmo parar. E estaremos dentro da lei sem que ningeum possa fazer nada contra qualquer um de nos. Espero que a imprensa noticie e filme estes engarrafamentos monstruosos que vão acontecer. Desta forma o pessoal de Brasilia vai pensar melhor quando quiser impor qualquer media sem antes nos ouvir. Um abrçao e cuidado nas ruas. Rodrigo G Pena (56),Belo Horizonte-MG.

R: Apesar de recursos parlamentares para jogar este famigerado projeto no fim da longa fila de projetos de lei, vale a sugestão para movimento de âmbito nacional e o exemplo a ser seguido por todos os cidadãos: cobrar esses políticos, já que a internet diminui distâncias.

Quero parabenizar o Governador de São Paulo Serra pela implantação do pedágio para motocicletas na Rondon. Realmente espetacular você ter que pagar o dobro de pedágio para ir de Bauru até Castilho. A rodovia está um lixo, quem sabe o novo contrato previu a reforma integral dela, porque o preço simplesmente dobrou. Maravilhoso um titan 125 a trabalho ter que pagar pedágio. Como pode o Governo de SP ter a cara de pau de cobrar pedágio de motos? Qual será a arrecadação deles por mês? Será que faz falta para São Paulo? E o asfalto. será que destruído pelo uso das motos? Mas a banana meu amigo, essa vai subir. Até a banana o Governo está inviabilizando para o pobre e dono de titan. A passagem de ônibus vai subir, lógico. Aquela carreta com 10 eixos então, vai ter que levar uma sacola de dinheiro para pagar pedágio. Em plena crise o Governador de São Paulo dá uma dessas. Esse é um país que vai prá frente, oh, oh, oh, oh… Antonio Carlos Garcia (51) Três Lagoas – MS

R: Antonio Carlos, será que o trecho que você está mencionando já não é federal? Porque no Estado de São Paulo há um Decreto sob nº 9812/77 que não permite a cobrança de pedágio das motocicletas. Se for, ainda, trecho mantido pelo DER/SP cabe Mandado de Segurança, tranquilamente.

Boa tarde, Gostaria de uma ajuda sobre uma pesquisa sobre trabalho faculdade,curso engenharia e gostaria de falar sobre o tema: as inovações tecnólogicas para a redução de acidentes com moto no Brasil. No entanto não consegui bibliografia a contento que relate as inovações. Caso vocês possuam algum arquivo que possam enviar, agradeço. Atenciosamente, Déborah Viegas (29), Recife – PE

R: Débora infelizmente não tenho um bibliografia a sugerir. É um tema que você terá que desenvolver, mas olhando o mercado. Por exemplo: a Honda lançou a primeira motocicleta com Air bag, a Volvo tem farta experiência em segurança, realizando todos os anos fóruns sobre o tema, além de produzir os veículos mais seguros do mundo. Boa sorte e quando terminar nos mande uma cópia.

Abraços a todos e não esqueçam: pilote equipado e defensivamente.