Estoril 2011 - MotoGP - QP - Highlights

Lorenzo consegue a pole do Estoril no limite

Estoril 2011 - MotoGP - QP - Highlights

Estoril 2011 - MotoGP - QP - Highlights

Com nuvens escuras a pairar sobre o circuito a luta pela pole acabou por ser ganha pelo vencedor de Jerez, Jorge Lorenzo, a 17ª do piloto no MotoGP, 43ª na carreira. O piloto da Yamaha assinou em Espanha a 15ª vitória, igualando Alex Crivillé com maior número de triunfos por parte de pilotos espanhóis na categoria rainha. Lorenzo venceu as últimas três corridas disputadas no Estoril desde a pole.

O tempo da pole (1m37,161s) foi apenas um décimo mais rápido que o do rival mais próximo, Simoncelli. Após ter dominado as sessões de sexta-feira o italiano deu continuidade ao ritmo ao encabeçar a qualificação até ao final, altura em que foi batido pelo Campeão do Mundo nos últimos cinco minutos. Simoncelli levou então a cabo um volta que o colocava com três décimos de segundo de margem sobre a Yamaha, mas caiu na Curva 7, tendo de se contentar com o segundo posto.

Os quatro primeiros ficaram separados por 0,223s, com a dupla da Repsol Honda, Pedrosa e Casey Stoner, em terceiro e quarto, respectivamente. O espanhol foi segundo em Jerez, 90º pódio na carreira. O australiano caiu na corrida do ano passado no Estoril enquanto tentava apanhar o grupo da frente e amanhã vai tentar recuperar o terreno perdido e regressar à luta pelo título depois do desaire de Jerez.

O companheiro de equipa de Lorenzo na Yamaha Factory Racing, Ben Spies, foi quinto, à frente do terceiro homem da Repsol Honda, Andrea Dovizioso. O italiano venceu no Estoril em 2006 nas 250cc e esteve no pódio aqui no ano passado.

A dupla da Monster Yamaha Tech 3, Colin Edwards e Cal Crutchlow, foi sétima e oitava, respectivamente. O americano foi sétimo no ano passado em Portugal, mas a menos de quatro segundos do pódio. Crutchlow ficou apenas um décimo do companheiro de equipa na sua estreia no Circuito do Estoril.

A melhor Ducati foi a do melhor piloto de sempre no traçado. Valentino Rossi (Ducati Team), que conta com dez pódios aqui, foi nono, mesmo à frente da Ducati de Héctor Barberá (Mapfre Aspar Team). A lista dos dez primeiros ficou separada por 1,202s. O companheiro de equipa de Rossi, Nicky Hayden (Ducati Team) foi 13º e o estreante Karel Abraham (Cardion ab Motoracing) deu continuidade à boa forma do fim-de-semana para se qualificar em 12º.

Álvaro Bautista (Rizla Suzuki) fez melhorias no regresso à acção neste fim-de-semana após a fractura do fémur. O espanhol terminou em 15º a pouco mais de dois segundos de Lorenzo.