Lula crítica distribuidores de combustíveis

O presidente Luiz In cio Lula da Silva chamou de “malandros” os integrantes da cadeia produtiva de combust¡veis que nÆo repassam ao consumidor as redu‡äes de pre‡os implementadas pelas refinarias.

Lula defendeu a realiza‡Æo de maior fiscaliza‡Æo por parte do governo, principalmente diante da proximidade do aumento de 20% para 25% da mistura de  lcool na gasolina. “NÆo adianta os produtores serem s‚rios e reduzirem os pre‡os, nÆo adianta o governo ser s‚rio e propor redu‡Æo, se vocˆ tem na cadeia pessoas que acham que sÆo malandros e portanto podem enganar os outros achando que ningu‚m vai perceber”, disse.

E a Federa‡Æo Nacional de Com‚rcio de Combust¡veis e de Lubrificantes – Fecombust¡veis – distribuiu comunicado repudiando as declara‡äes do presidente Luiz In cio Lula da Silva sobre a cadeia produtiva de combust¡veis.

“A Fecombust¡veis tem longo hist¢rico de lutas contra a sonega‡Æo e a fraude que tomou conta do mercado de combust¡veis desde que o governo federal procedeu a uma abertura desorganizada que abriu a porta para que falsos “malandros” adentrassem ao mercado, instalando distribuidoras sem a observƒncia de requisitos m¡nimos, obtendo centenas de liminares para nÆo pagar impostos, numa desordem nunca vista nesse mercado”, diz a nota.