Malaço, Hunter, encontros, revistas, KTM, Tite presidente, escape, duro

Tite, gostei da resposta que vc deu ao J£lio sobre a velocidade da Shadow. Aquele lance dos 180 km/h menos 10% ‚ verdade? vi tamb‚m uma pergunta sobre velocidade de cruzeiro. Qual a velocidade de cruzeiro desta shadow 750?
Charles – SebastiÆo Laranjeiras/BA
NÆo Charles, o lance do 180 – 10% ‚ mentira, mas eu gosto de sacanear com vcs! Velocidade de cruzeiro ‚ uma vari vel que depende de 3 coisas: a moto, a estrada e a sua experiˆncia. Logo nÆo existe um valor fixo.

Hunter
por onde anda o gabriel marazzi? o que ahou da hunter 90? sei que ¤ a testou, mas. acho que vai ser a motinha da tia, por ser simples e feia (pisca de rx,farole lanterna de cg, painel plagio de intruder) e ¤ do publico jovem (gosta de moto biz tuning) deve ser boa de fazer manuten‡Æo, como era minha rx ( tirava o tanque ser tocar num parafuso) ser  dur vel? eu gostei, como 2§ moto, leva e traz urbano. e as sundown, sÆo boas, ou melhor, resistentes?
douglas – sat cruz, rs
Vc nÆo soube? O Gabriel Marazzi mudou de sexo, se chama Clementina e mora em Arembepe, litoral da Bahia vendendo acaraj‚, vestida de baiana. Quer dizer, isso ‚ o que eu gostaria que tivesse acontecido, mas na verdade o Malazzi continua escrevendo sobre carros e motos numa editora de SP. Ele tem o site www.marazzi.com.br cheio de mentiras. J  testei a Hunter 90 sim e vai ao ar brevemente.

Encontros
Meu grande, tˆve um encontro de motos aqui no Recife que foi coisa de louco, muito bacana, gente de todos os lados do pa¡s, motos bel¡ssimas e garupeiras capa de revista. (rss) Mais pelo pouco que observei, nÆo havia registro de vc por l . Vamos vˆ n‚, vˆ se da pr¢xima vc vem nos prestigiar! A pr¢xima do pessoal me parece que ser  na cidade de Afogados da Ingazeira, Interior de Pernambuco.
Tony – Recife – PE
Tony Balada, um pedala robinho na oreia, seu mala! Por que vc nÆo me avisou antes? Qdo eu for a Recife vou fazer vc engolir um caranguejo vivo! Fala pros manos dos encontros entrar em contato conosco pra viabilizar a cobertura do evento. Mas em Afogados eu s¢ vou com minha b¢ia de patinho!

Revistas
gostei do teste da cbx vs rd. eu tenho umas Duas Rodas e Motoshow daquela ‚poca, e tenho revistas atuais. De fato, haï20 anos, se faziam revistas mais produtivas. Os testes eram melhores, havia mais espa‡o para dicas de pilotagem, mecƒnica, sendo bons manuais p/ iniciantes. hoje s¢ compro uma (¤ vou citar o nome), pois a maioria ¤ sÆo ver¡dicas em suas opiniäes ou subjulgam nossa inteligˆncia. E at‚ a que eu compro anda “boazinha” nos testes. entÆo s¢ resta ler de maneira crit¡ca ou ir na pilha.
douglas – sta cruz do sul rs
Por isso eu s¢ leio revista gringa e o Motonline!

KTM
Ol  Tite ! O que me motiva a escrever ‚ a KTM 950 Adventure! Tenho pensado em comprar esta moto mas me preocupa saber se ela est  devidamente tropicalizada para o nosso combust¡vel (!) j  que a importa‡Æo ‚ de poucas unidades anuais. Sei que esta providˆncia ‚ muito custosa o que me faz fugir de qualquer importador independente. A KTM Brasil tem trabalhado corretamente quanto a isto ?
Emilson – Porto Alegre – RS
NÆo fa‡o a mais vaga id‚ia do que rola na KTM, vc deve perguntar isso direto pros caras. Mas quem importa a KTM ‚ um mano s‚rio pacas, meu brother Valdir Siqueira, e ele ‚ o mais mala em termos de cuidado com as motos. J  pilotei a Adventure 950 dele e estava afinadinha. Ali s, c  pra n¢s, que p*** moto gostosa! Vou morrer de inveja de vc, gaud‚rio sortudo. Quando chegar sua motoca me chama prum teste com costela!

Tite presidente
Al“, Primos!!! Vamos fazer uma campanha pra eleger um representante dos apaixonados por motocicletas, como n¢s. J  imaginaram o Tio na Cƒmara? H  muito a ser feito em termos de legisla‡Æo, e nÆo vejo interesse de nenhum pol¡tico. Acredito que eles pensam que nÆo temos representatividade. Precisamos de gente s‚ria. Algu‚m a¡ topa? E vc, Tio? Depois nÆo vai tirar o corpo fora!!! E Bras¡lia t  bem mais distante de Floripa.
Gerson – SÆo Lu¡s – MA
Cƒmara, o caramba, eu quero ‚ o Senado!!!

EScape
Recentemente peguei uma CB 500 2003 com 7000 km em estado de zero, muito conservada mesmo. Ela veio com escape esportivo em fibra de carbono + o original. O barulho nÆo ‚ alto e chato como dos escapes esportivos em motos pequenas. Mesmo assim vocˆ recomenda recolocar o original na moto? Outra coisa, em breve precisarei substituir o pneu traseiro, mas nÆo achei o original (130/80-17) por aqui, posso colocar o 140/70-17 que praticamente mant‚m a altura do original?
Tiago – Vi‡osa, MG
Se o escape for silencioso, continua com ele. A mudan‡a no pneu nÆo traz benef¡cios de estabilidade, mas como nÆo muda a altura, veja s¢ se nÆo vai raspar na corrente. NÆo esque‡a dos Dunlop, hein seu mala!

duro
Em 30/12/2005 adquiri uma Twister/2005 “0” Km. Acho o acelerador duro se comparado ao da Suzuki Yes 125, que uso no dia a dia. Os comandos da Suzy sÆo macios. Levei a moto … concession ria e me disseram que por ter dois cabos ‚ assim mesmo. Como nunca ouvi alguma reclama‡Æo de algum propriet rio e nem da m¡dia especializada, pergunto:  assim mesmo? Parece acelerador de moto velha. E olha que tem muita moto surrada macia de comando! Haja punho para uma viagem longa! A moto est  com 416 km rodados.
Carlos – Goioerˆ
Tenho vontade de matar os goioerenses que nÆo lˆem as minhas mat‚rias e depois perguntam tudo! Carlito, no teste da Fazer eu comento justamente isso, teve at‚ um engenheiro mala que quis posar de entendido dizendo que eu era leigo. O acelerador da TW sempre foi duro, mas visite os manos do www.twisteronline.com.br e veja se algu‚m descobriu uma forma de reduzir essa problema.