Foto: No mesmo motódromo, Mariana Balbi venceu uma etapa de Brasileiro

Mariana Balbi será a primeira mulher da história a correr o Mundial de Motocross

Foto: No mesmo motódromo, Mariana Balbi venceu uma etapa de Brasileiro

Foto: No mesmo motódromo, Mariana Balbi venceu uma etapa de Brasileiro

Depois de se tornar a primeira mulher da história a vencer uma etapa do Brasileiro de Motocross e de ficar a apenas 1s de se tornar a primeira brasileira a vencer uma etapa do WMA, competição de motocross feminino mais difícil do mundo, Mariana Balbi está próxima de mais um feito histórico: a piloto da 2B Racing será a primeira mulher da história a participar de uma etapa do Mundial de Motocross.

“Mariana corre entre os homens desde pequena e está mais do que acostumada a andar com eles. Além disso, já venceu uma etapa do brasileiro este ano e provou que tem nível para participar da etapa do mundial. Ela está inscrita única e exclusivamente por seus méritos”, comentou Alexandre Guelman, presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM).

Mariana agora se junta a outros grandes nomes do país que irão participar da prova como Leandro Silva e Wellington Garcia (da equipe Honda) e João “Marronzinho” Paulino (da equipe Pro Tork). A maior alegria dela, sem dúvida, será competir junto com seu irmão, ídolo e companheiro de equipe, Jorge Balbi.

“Meu irmão sempre foi meu maior ídolo e incentivador. Sei do orgulho que ele fica quando atinjo essas marcas históricas e vê-lo de volta dos EUA para voltar a competir aqui no Brasil o mundial me deixa muito feliz. Quem sabe ele não vence a prova e terminamos o fim de semana nós dois, com feitos históricos”, brinca Mariana.

Sobre a prova, a piloto prefere não fazer nenhuma aposta em si mesma em relação a bons resultados. “Vou competir contra os melhores do mundo e eles tem um nível incrível. Só de poder participar, entrar na pista e estar presente em um evento deste porte, com todos estes pilotos já é uma honra sem fim”, explica a piloto mineira.

Além de Mariana e Jorge Balbi, a equipe 2B Racing irá contar com o piloto Cristopher “Pipo” Castro na prova. A equipe, que foi formada este ano, já é apontada como uma das melhores do Brasil. Na equipe de fábrica da Honda, estão confirmados doze pilotos, entre eles Takahashi, Rodrigo Lama e Hector Assunção na MX2, além de Wellington e Leandro Silva na MX1. A CBM divulgou nesta segunda, que ainda há vagas para os pilotos brasileiros e as inscrições vão até o dia 25 de agosto, mais informações no site da entidade www.cbm.esp.br.

O Honda GP do Brasil é patrocinado pela Honda, com o apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, além de contar com a parceria de mídia do Grupo RBS. O evento é realizado pelo Grupo LANCE! em parceria com a Youthstream e supervisionado pela FIM-Federação Internacional de Motociclismo, Confederação Brasileira de Motociclismo e pela Federação Catarinense de Motociclismo.

Mais informações sobre o evento no site oficial www.hondagpbrasil2009.com.br