Foto: Mariana recebe bandeirada

Mariana Balbi vence e faz história no Brasileiro de Motocross

Foto: Mariana recebe bandeirada

Foto: Mariana recebe bandeirada

A mineira de Belo Horizonte, Mariana Balbi, da equipe 2B Racing/Consórcio Realizar/Mart-Plus, se transformou neste sábado (25/04), na primeira mulher a vencer uma etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross. O ineditismo da conquista ocorreu no motódromo Arthur Jachowicz, em Canelinha, Santa Catarina, no primeiro dia das disputas da segunda etapa do Brasileiro de Motocross. Mariana superou 38 homens que alinharam no gate de largada para a disputa da categoria MX3.

Irmã do bicampeão brasileiro de Motocross, Jorge Balbi, que hoje disputa o Campeonato Norte Americano, Mariana tem 23 anos e estreou no motocross há 17 anos. Ontem, ao lado do pai Jorge Babi e da mãe, Norma, ela não conteve as lágrimas e fez um relato emocionado do seu desempenho nas pistas, dedicando a vitória à sua família e ao colega de equipe, Erick Bretz, que se acidentou gravemente na disputa da bateria da MX Júnior. Ele sofreu fratura do fêmur.

“Esta vitória representa tudo na minha vida. Durante todo este tempo procurei sempre ficar entre os melhores me esforçando nos treinamentos e me privando de prazeres que meninas da minha geração normalmente tem. Dedico esta vitória a meu pai, minha mãe, minha irmã, irmão e meu primo Max. Sem eles, tenho certeza que jamais chegaria a este momento mágico”, afirmou Mariana. Antes de vencer, ela ficou em nono lugar na categoria MX Júnior.

Neste domingo (26/04), em Canelinha, será disputada a fase final d segunda etapa do Brasileiro de Motocross,

MXJúnior – Uma corrida de grande fôlego e um acidente que tirou do paulista Eduardo Lima (Honda/Mobil/ASW/Pirelli), que liderou grande parte da corrida, da disputa pela vitória. Melhor para o catarinense Gabriel Gentil (TBT/AR/Aesthetic/Motoshop), que saiu na frente e manteve a posição até receber a bandeirada de chegada. Eduardo caiu e sofreu uma lesão na perna direita que o impediu de continuar na corrida. Outro que também se acidentou em situação idêntica foi o mineiro Erick Bretz (2B Racing/Consórcio Realizar/Martplus). À exemplo de Eduardo ele também teve que ser retirado de maca da pista e receber os primeiros socorros no Posto Médico instalado no motódromo. A equipe médica agiu com rapidez no atendimento aos dois pilotos.

“Venho trabalhando forte para conseguir bons desempenhos. Hoje contei com a sorte mas estava focado na corrida. Ele me passou e eu não deixei que ele se distanciass

65 cc – Trinta e oito pilotos largaram na bateria. Apenas 17 terminaram a prova em função da chuva e da lama que tornou mais eletrizante a disputa entre os meninos de 7 a 12 anos. Rodrigo Riffel (LEM Corse/Tholoko/EMX Telemetria) largou na frente e manteve a posição até a bandeirada de chegada. A disputa ficou para as outras posições, já que o vencedor deu uma volta em todos os 17 pilotos.

“Fui muito bem em Canelinha. Consegui abrir do segundo colocado e mantive minha posição. A lama não chegou a me atrapalhar pois tenho procurado treinar nestas condições”, disse.

RESULTADOS – MX3
1 – Mariana Balbi – Minas Gerais
2 – Elton Becker (Protork/Perozin Motos) Santa Catarina
3 – Alexandro Valerim (Toque de Pele) Santa Catarina
4 – Israel Feitosan (Rota do Mar/Silk Express) Pernambuco
5 – Cristiano Lopes (BM Motos Jundiaí/IMS) São Paulo

65CC
1 – Rodrigo Riffel – Santa Catarina
2 – Wilgner Francisco (Escola Criativa/MXImport)- São Paulo
3 – Pedro Henrique Bueno (Brasil Racing) – Paraná
4 – Matheus Galves (Bud Racing) – Paraná
5 – Victor Monerat (Stan Fechaduras) – Rio de Janeiro

MX Júnior
1 – Gabriel Gentil – Santa Catarina
2 – Rodrigo Rodrigues (Honda/Mobil) São Paulo
3 – Rodrigo Lama (Honda/Mobil) Sergipe
4 – Hector Assunção (Honda/Mobil) São Paulo
5 – Gustavo Takahashi (Honda/Mobil) São Paulo