Marc Márquez manteve a supremacia, vencendo 9 corridas em 9 provas

Márquez: “Corro para o título, não para recordes”

Marc Márquez – que no domingo havia vencido pela sétima vez consecutiva das 7 disputadas em 2014 – participou na última quarta-feira (18) de um evento promocional em Munique e durante a apresentação reconheceu que está para estabelecer novos recordes em 2014, mas voltou a deixar claro que esse não é o seu objetivo principal.

Marc Márquez, o triturador de recordes

Marc Márquez, o triturador de recordes

“Mais que os números ou vitórias consecutivas, o meu objetivo é vencer o Campeonato do Mundo no final da temporada”, disse o piloto de 21 anos da Repsol Honda Team.

“Apenas dei o meu melhor para vencer cada corrida. Se pelo caminho vou batendo recordes, então fico contente, mas a minha meta é vencer o campeonato no final do ano. Temos fatores a considerar em cada Grande Prêmio. É quase impossível vencê-los todos, mas estou tranquilo e acredito em mim próprio. No último sábado, por exemplo, não consegui a pole, por ter me concentrado na corrida”.

No Circuito de Barcelona (Catalunha), Márquez entrou em grande disputa com Valentino Rossi, Jorge Lorenzo e com o colega de equipe Dani Pedrosa e desde então tem agradecido aos três pela luta.

“O Jorge partilha sempre boas palavras sobre as nossas batalhas”, acrescenta Márquez. “Ele foi um exemplo para mim quando veio para o MotoGP™ e começou a ganhar. Agora estamos pensando em Assen, uma das minhas pistas preferidas, mas não será fácil. Nunca me esqueço que esse grid tem os melhores pilotos do mundo, todos eles com muitos títulos mundiais”.

Tendo somado o máximo de pontos possíveis nas sete primeiras corridas do ano (175), Márquez conta agora com mais 58 pontos de Valentino Rossi, segundo classificado. Ainda há um máximo de 275 pontos em disputa ao longo das próximas 11 corridas.