motogp vinales

Maverick Viñales assombrou o segundo teste da MotoGP

A MotoGP escolheu a Austrália para receber sua segunda sessão de testes oficiais da temporada, depois de iniciar os trabalhos por Sepang, na Malásia, na primeira semana de fevereiro. E mais rápido em dois (dos três) dias de testes em Phillip Island foi o recém-chegado à Yamaha, Maverick Viñales. Nota: o feito foi fruto de muito trabalho e talento, e não de colher de chá dos concorrentes… O atual campeão Marc Márquez que o diga, afinal no segundo dia de testes ele realizou 107 voltas no circuito na tentativa de bater o tempo da moto azul – e não conseguiu.

Maverick Viñales foi imbatível nos treinos oficiais da MotoGP em Phillip Island

Maverick Viñales foi imbatível nos treinos oficiais da MotoGP em Phillip Island

Márquez foi o mais rápido no primeiro dia, com o tempo de 1:29.497, seguido de Valentino Rossi e Andrea Iannone. Viñales foi o quarto, e Cal Crutchlow fechou o top 5. No dia seguinte, Maverick completou o circuito em 1:28.847, seguido por Marc (que fez as tais 107 voltas), Cal, Alvaro Bautista  e Andrea Dovizioso. No último dia, Viñales fez 101 voltas em Phillip Island para garantir que seria o mais rápido, e acabou por fechar em 1:28.549, com Márquez novamente em segundo. Dani Pedrosa terminou em terceiro, com Jonas Folger (da Monster Yamaha Tech 3) e Crutchlow logo atrás. Rossi fora o oitavo no segundo dia e o décimo primeiro no seguinte, enquanto Jorge Lorenzo fechou os três dias com a décima primeira, a décima quinta e a oitava colocação. Resultados indesejados para os grandes pilotos que os dois são.

Atual campeão e detentor de cinco títulos mundiais (aos 23 anos!), Márquez venceu um dos três dias de testes

Atual campeão e detentor de cinco títulos mundiais (aos 23 anos!), Márquez venceu um dos três dias de testes

Alguns dos destaques desta sessão de treinos ficaram por conta de nomes menos famosos do certame, como Cal Crutchlow. O piloto obteve os quinto, terceiro, e quinto (em ordem) lugares nos três dias, com sua moto ‘defasada’ da equipe LCR Honda – visto que apenas as equipes oficias podem utilizar os protótipos modelo 2017. Jonas Folger também chamou a atenção, com um p10, p7 e p4, assim como Alex Rins, que acabou de desembarcar da Moto2 para o Team Suzuki Ecstar, que obteve o p6 no último dia de treinos.

KTM enfrentando problemas na MotoGP

Não é legal ficar com o último lugar nos treinos, ainda mais em dois dos três dias. Bradley Smith fora o vigésimo segundo colocado (ou último, para quem preferir) nos dois primeiros dias de testes, representando a novata Red Bull KTM Factory Racing, que disputa sua primeira temporada na MotoGP. No terceiro dia, ele fora o décimo oitavo colocado. Os resultados do colega de equipe Pol Espargaro foram melhores, mas longe de animadores: p17, p19 e p16, nesta ordem, nos três dias em Phillip Island. Para os austríacos, há muito trabalho a fazer.

Valentino Rossi não mostrou sintonia com sua moto, amargando lugares de pouca expressão. Seu ex-companheiro, Lorenzo, esteve no mesmo barco

Valentino Rossi não mostrou sintonia com sua moto, amargando lugares de pouca expressão. Seu ex-companheiro, Lorenzo, esteve no mesmo barco

Separador_MotoGP

Copyright by Dorna



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.