Mercado aquecido

De acordo com o £ltimo balan‡o Fenabrave, setor de motocicletas mant‚m ritmo de crescimento. PrevisÆo ‚ terminar o ano com mais de 2 milhäes de unidades emplacadas

As vendas de motocicletas no varejo cresceram 25,29% no acumulado de 2008, se comparado com o mesmo per¡odo de 2007, segundo dados de emplacamentos divulgado esta semana pela Fenabrave (Federa‡Æo Nacional da Distribui‡Æo de Veiculos Automotores). O resultado mostra que esses n£meros j  representam um volume de 284.548 unidades emplacadas, ou nada menos que 57.442 mil unidades a mais em compara‡Æo ao mesmo per¡odo de 2007. A meta para este ano, segundo as previsäes da entidade, ‚ fechar o ano com 2.108.572 milhäes de motocicletas vendidas.

Apesar do crescimento, o balan‡o mostrou tamb‚m uma queda de 4,48% nas vendas entre janeiro e fevereiro deste ano, com 145.534 mil de emplacamentos em janeiro contra 139.014 mil em fevereiro. Apesar disso, para o presidente da entidade, S‚rgio Reze, essa queda nÆo ‚ preocupante. “Fevereiro ‚ um mˆs at¡pico, pois tivemos um feriado prolongado e menos dias £teis de trabalho”, explica Reze.

Para ele os resultados obtidos j  neste come‡o de ano sÆo prova nÆo apenas do crescimento do setor como um todo, mas tamb‚m da estabilidade econ“mica alcan‡ada pelo pa¡s nos £ltimos meses. “O Brasil vem atravessando uma ¢tima fase, e esse ‚ um dos v rios fatores que nos levaram a esses n£meros. Tivemos duas crises muito fortes recentemente envolvendo os Estados Unidos, e mesmo assim nosso pa¡s nÆo foi atingido, ou seja, ‚ uma prova de que nossa economia est  fortificada”, informa.

Um outro fator apontado por ele para explicar todo esse crescimento ‚ a chegada de novas marcas chinesas ao mercado, que vˆm oferecendo produtos mais baratos que a concorrˆncia japonesa. “Hoje temos cerca de 10 montadoras chinesas se estruturando no Pa¡s, alguma delas at‚ com suas f bricas em fase final de constru‡Æo. SÆo novas marcas que estÆo investindo em nosso mercado e que, tenho certeza, irÆo dar trabalho …s montadoras japonesas l¡deres do mercado”, prevˆ.

Populares em alta – Apesar de todo esse crescimento ter atingido a marca dos 25,29%, a participa‡Æo das montadoras no mercado interno mais uma vez nÆo sofreu nenhuma altera‡Æo. As trˆs maiores fabricantes em n£mero de emplacamentos continuam sendo Honda, Yamaha e Suzuki, com 72,44%, 12,05% e 6,95% de participa‡Æo no mercado, respectivamente.

A lideran‡a absoluta em vendas tamb‚m continua inalterada, com a Honda, encabe‡ando a lista nas primeiras posi‡äes com a CG 150 e a CG 125 como os ve¡culos mais vendidos do Brasil. A primeira j  acumula 67.952 mil unidades comercializadas, e a segunda 56.349 mil no per¡odo entre janeiro e a primeira semana de mar‡o. J  a Yamaha aparece apenas em quinto lugar, com a YBR 125. O modelo street da marca dos diapasäes j  acumula 17.920 unidades comercializadas e permanece atr s de Honda Biz, com 34.988 mil unidades, e NXR 150, com 19.679 unidades. Veja abaixo a lista com as dez motocicletas mais vendidas no acumulado de 2008.

PARTICIPAۂO DAS MARCAS NO ACUMULADO DE 2008

HONDA 72,44%
YAMAHA 12,05%
SUZUKI 6,95%
SUNDOWN 5,20%
OUTRAS 3,36%

DEZ MODELOS MAIS VENDIDOS NO ACUMULADO DE 2008

POSIۂO MODELO UNIDADES
1 Honda CG 150 67.952
2 Honda CG 125 56.349
3 Honda Biz 34.988
4 Honda NXR 150 Bros 19.679
5 Yamaha YBR 125 17.920
6 Honda CBX 250 Twister 13.707
7 Honda POP 100 13.640
8 Suzuki EN 125 Yes 12.179
9 Yamaha XTZ 125 5.169
10 Honda XR 250 Tornado 5.007