Mesmo machucado, Zanol segue na frente no Six Days

Mineiro sofreu uma queda no deslocamento do terceiro dia de competições

A liderança da categoria C1 no Six Days continua nas mãos do brasileiro Felipe Zanol. Mesmo com algumas dificuldades sofridas no terceiro dia de prova, o piloto conseguiu manter o posicionamento que havia conquistado no início do campeonato. Zanol sofreu uma queda nesta quarta-feira (3), em um deslocamento do percurso, e machucou o pé. Ele conseguiu se manter no 32º lugar da classificação geral do tradicional campeonato de enduro. Para amanhã, o mineiro espera se recuperar e seguir com força na competição, que está sendo disputada em Serres, na Grécia.

Zanol explica que passou imediatamente pelo atendimento médico, após sofrer a queda. “A pedaleira da moto furou a bota e tive de tomar cinco pontos. Mesmo assim, pude terminar a prova. O médico da Seleção Portuguesa me atendeu e me passou alguns remédios para diminuir a dor”, contou o piloto patrocinado pela ASW e que conta com o apoio do Team CRN/Motofundador, equipe portuguesa que defende na temporada européia.

Apesar de manter a liderança da classe C1, o brasileiro esperava um resultado melhor na geral. “Hoje seria um dia bom para que eu ganhasse algumas posições na classificação geral. Vou aguardar para ver se os remédios irão fazer efeito, para poder disputar a prova do quarto dia. Se eu conseguir colocar a bota e não sentir dor vai dar tudo certo”, planejou.

Os outros dois brasileiros que fazem parte da equipe de Zanol também tiveram um dia um pouco irregular. Nielsen Bueno terminou em 11º na categoria C2 e Gregório Caselane teve de abandonar a prova da C1. Nesta quinta-feira, no quarto dia de provas, os competidores percorrerão o mesmo traçado do que foi dis putado hoje, com 267 quilômetros no total.