Micro e pequenas indústria: Congresso discute perspetivas num novo cenário mundial

Micro e pequenas indústria: Congresso discute perspetivas num novo cenário mundial

Micro e pequenas indústria: Congresso discute perspetivas num novo cenário mundial

Micro e Pequena Indústria: Congresso discute perspectivas das empresas num novo cenário mundial. Comércio exterior, gestão e leis trabalhistas e tributárias estão na pauta do encontro

As micro e pequenas empresas representam 99% dos negócios formalmente estabelecidos no Brasil, têm 20% de participação no Produto Interno Bruto (PIB) e geram 60% de empregos do setor privado.

Quais são os fatores que afetam a competitividade das indústrias brasileiras no mercado externo? O chamado “custo-brasil”, caracterizado pela alta carga tributária e pelos pesados encargos trabalhistas, podem se revelar especialmente nocivos num momento em que a economia internacional está em crise? Há caminhos para superá-los? E o que existe de concreto para incentivar os pequenos empreendedores, sobretudo no que se refere à busca de crédito e à redução dos entraves burocráticos?

Todos esses temas estão na pauta do III Congresso das Micro e Pequenas Indústrias que a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo realizará na próxima terça-feira, 7 de outubro, das 8 às 19 horas, na sede da Federação (avenida Paulista, 1313). Empresários, juristas, autoridades e outros profissionais com vasto conhecimento e experiência nos diversos assuntos estarão unidos em busca de caminhos e de projetos concretos.

Entre as presenças confirmadas, incluem-se: Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp; Milton Bógus, diretor-titular do Departamento da Micro e Pequena Indústria da Fiesp; Paulo Mol, gerente de Políticas Industriais da CNI; e Ricardo Tortorella, superintendente do Sebrae-SP.