Logo_AICurvelo_300x225

Minas Gerais vai ter o seu complexo de esportes a motor

Passados 117 anos da primeira corrida de carros do continente americano –  em 1895, 6 carros percorreram 65 km em Chicago, nos EUA. O vencedor foi J. Frank Duryea que levou mais de 9 horas pra receber a bandeira quadriculada -,  a competição e a indústria se desenvolveram, mas as pistas do Brasil não acompanharam esse mercado.  Hoje, só no Brasil existem mais de 20 mil pilotos federados de motos e carros e apenas 19 pistas, sendo 2 circuitos de rua.   Foi pensando na carência de pistas que um grupo de pessoas físicas e jurídicas escolheu no centro de Minas Gerais, a cidade de Curvelo, distante da capital 160km, para instalar o Autódromo Internacional Curvelo – Cidade Motor, projeto sustentável que resultará em mais de 10 pistas para práticas de esportes a motor na terra e asfalto.

Apesar do caráter 100% privado, o AI Curvelo está sendo construído em conjunto com o poder público e mais de 100 parcerias com entidades representativas, clubes especializados, empresas privadas do segmento esporte a motor, promotores de eventos e até pessoas físicas.   O projeto tem o apoio integral do Município e do Governo de Minas. Traz desenvolvimento social, esportivo e econômico para o Estado. Está sendo planejado com base no Plano Estratégico de Desenvolvimento do Governo de Minas Gerais para 2030, que tem como objetivo tornar Minas o melhor estado para se viver, com base na prosperidade, sustentabilidade, cidadania e qualidade de vida.   O AI Curvelo tem cunho internacional e valoriza o desenvolvimento sustentável e a identidade mineira. Trará progresso ao estado e aceleração da ciência, tecnologia e inovação. Beneficia diretamente mais de 20 cidades mineiras e traz evolução na infraestrutura.  Um modelo de autódromo inspirado nos principais complexos de sucesso do mundo.

A cidade de Curvelo está localizada no centro do estado, a 160 km da capital Belo Horizonte

A cidade de Curvelo está localizada no centro do estado, a 160 km da capital Belo Horizonte

Entre as garantias dadas ao município, esta a de que a pista principal do complexo,  será a primeira a ser construída.  É a chamada fase 1, prevista para começar em junho de 2013, com homologação para a categoria Moto GP. A previsão de entrega é no final de 2014. Ou seja, a partir de 2015, o circuito está apto a receber de volta uma etapa do Mundial de Moto GP, evento que teve sua última edição em 2007, no Rio de Janeiro, mas deixou de ser realizado, pois o único autódromo do Brasil naquela época perdeu a homologação para sediar os Jogos Pan Americanos. O AI Curvelo preenche essa lacuna e o Brasil se iguala neste projeto às principais potencias mundiais, além dos países em desenvolvimentos (BRICS), uma vez que Índia, Rússia e China já têm seu complexo esportivo. Na América Latina, Chile e Argentina que já estão construindo suas pistas com esta homologação. Uma vez homologado para Moto GP o circuito poderá receber as mais velozes categorias do mundo inclusive automobilísticas. Moto GP é a homologação com maior grau de exigência no mundo. Visa à segurança dos pilotos em primeiro lugar. Por isso, as outras categorias também são facilmente habilitadas. O projeto segue o caderno de encargos das Federações Internacionais de Automobilismo e Motociclismo, FIA e FIM.

A fase 2, prevista para começar em janeiro de 2014, contempla a construção do clube social esportivo, condomínio residencial, hotéis, kartódromo, área comercial e uma arena multiuso destinada a grandes festivais de música com capacidade para mais de 1 milhão de pessoas. Além de um traçado especial, denominado Super Volta, com 8km de extensão e contornando as futuras residências. O AI Curvelo será um clube esportivo, com o diferencial das pistas para prática de esportes a motor. Disponibilizará cotas de sócios remidos e sócios torcedores, que terão privilégios na arena esportiva e convênios diversos, inclusive com outros clubes.

Fruto de 10 anos de pesquisas e experiências, o projeto começou de fato a ser construído há cerca de 1 ano. Já foram investidos 4 milhões de reais. Até o fim do ano que vem serão mais 15 milhões. Ao final da fase 2 serão gastos no total 61 milhões de reais, dos quais 24 milhões já foram captados e garantem a fase 1, que contempla o traçado principal e a infraestrutura necessária para a realização dos principais eventos.

A pista de motocross foi desenhada por Jorge Balbi e terá padrão internacional

A pista de motocross foi desenhada por Jorge Balbi e terá padrão internacional

No kártódromo está sendo projetada uma pista em escala menor ao traçado principal. Essa ação vai propiciar que pilotos infantis possam aprender mais cedo as técnicas do circuito principal, tornando-os mais competitivos. O traçado está sendo desenvolvido pelos principais pilotos de automobilismo e motociclismo do Brasil. Nomes como Alexandre Barros, Jorge Balbi, Clemente faria Jr, Raphael Mattos, Bruno Junqueira, Cristiano da Mata, Eric Granado e Philippe Braga Thirriet são alguns dos pilotos que estão contribuindo com o projeto. O desenho final da pista ainda sofrerá alterações e só serão definidos em definitivo na primeira apresentação do Masterplan e maquete, previstos para março do ano que vem em Curvelo e em abril em Belo Horizonte e São Paulo.

A área destinada ao projeto tem 2 milhões e meio de metros quadrados e está localizada em ponto privilegiado do Estado de Minas

A área destinada ao projeto tem 2 milhões e meio de metros quadrados e está localizada em ponto privilegiado do Estado de Minas

Local Privilegiado A área destinada está localizada às margens da BR 135, km 608. Possui 250ha ou 2 milhões e meio de metros quadrados. Para efeitos comparativos, Interlagos possui aproximadamente 1 milhão de metros quadrados. O tamanho total da fazenda é superior a 1500ha, ou 15 milhões de metros quadrados, o que propicia ao grupo a projeção de expansão do projeto até a fase 7, que contemplaria área industrial de pequeno, médio e grande porte, centro de pesquisas e pistas de testes especiais, além de um parque ecológico de 300ha. Tudo voltado para o seguimento de esportes a motor e com incentivos fiscais municipal e estadual. O Governo de Minas estuda a proposta de implantação de uma fábrica de motocicletas européia em território mineiro. O fato de o terreno ter a ferrovia Centro-Atlântica cortando toda a sua extensão, ligando o porto de Pirapora (cidade localizada no norte de Minas) às margens do Rio São Francisco, ao porto seco de Confins, na Região Metropolitana de BH, favorece assim a possibilidade de ser criada uma estação Intermodal facilitando a escoação da produção.

O AI Curvelo será a primeira pista sustentável do País. Vai recuperar áreas degradadas e expandir suas reservas. O projeto ambiental que está sendo construído prevê a criação do Bosque do Pequi. É um compromisso do grupo gestor com o município. A preservação e difusão desse fruto, típico do cerrado brasileiro, está no capítulo Meios e Princípios, do projeto conceitual aprovado na Câmara Municipal da cidade. Além de desviar dos pés de pequi existentes no terreno, uma das curvas do circuito será batizada como a Curva do Pequi. Na parte interna do circuito, mais de 500 pés desta espécie nativa e característica da região serão plantados. Outra solução ecológica será o reaproveitamento das águas pluviais e a “água cinza”, que são aquelas oriundas de lavatórios e chuveiros. Elas passarão pelas duas Estações de tratamento de água e esgoto que serão construídas e voltarão ao solo para utilização na irrigação dos jardins e todo o paisagismo em geral.   No terreno, já está sendo realizada a topografia e as análises de solo. O estudo de altimetria já foi feito e todas as análises técnicas preliminares são favoráveis, inclusive o estudo de viabilidade.

Para ver mais sobre este assunto, clique aqui