Foto: Bitenca

Minhoca no pneu, Consumo Hornet, Honda Magna

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Olá Bitenca, estive vendo o relato do Júnior 39 sobre o furo no pneu da fazer, e posso dizer que o remendo tipo “tip-top” que consiste naquela linguetinha enfiada no furo é apenas para reparos de emergência e o furo deve ser concertado logo que encontrar um borracheiro, desmontando o pneu e etc, ou trocando o pneu. Trabalhei na BMWe ela trazia um kit reparo com esse aparato em suas motos, e é essa a recomendação da mesma, pois o reparo em altas velocidades pode ser perigoso, espero ter ajudado, obrigado T+. Janjão, 26, Londrina PR

R: Janjão, A aplicação do dispositivo como qualquer serviço deve ser bem feito e a técnica é fazer um tipo de nó na parte de dentro do pneu com uma ferramenta especial, assim o material selante não se desprende pela força centrífuga na velocidade, mas como recomendação de um comerciante digamos de certa forma tendenciosamente prolixo pode recomendar a troca do pneu mas eu não faria isso, acho desnecessário a menos que haja um comprometimento sério da carcaça do pneu. abraços,

– Falo isso pela recomendação do fabricante hehehe, mas convenhamos que aquela minhoquinha no pneu pode ser perigosa, funcionando como uma rolha, porque em altas velocidades com a borracha do pneu esquentando e a certa dilatação ocorrendo não há o risco? Acho interessante a forma de remendo eu mesmo tive que recorrer a um desses em uma moto da BMW quando estava fazendo alguns serviços em Curitiba, mas sei lá fico com um certo receio. Abraxx bitenca obriigado pela resposta!!

Foto: Honda - foto divulgação

Foto: Honda - foto divulgação

R: Pois é Janjão, os fabricantes nem sempre são tão mercenários. Os revendedores é que têm a tendência de ser mais agressivos no trato com os clientes. Nesse caso não acho que tem perigo, mesmo que o reparo saia do pneu pois como ele é sem câmara a pressão abaixa devagar dando tempo do piloto perceber o problema e parar com segurança. O serviço mal feito vai deixá-lo na rua se estiver no meio do nada, coisa que já aconteceu comigo numa 900cc mas o conserto seguinte que foi bem feito, permaneceu sem problemas até o fim da vida do pneu.

Beleza, obrigado por responder, está acontecendo o que eu já previa, mesmo com a saida do Tite a qualidade e confiabilidade do motonline permaneceu a altura, parabéns, e fique convidado a vir conhecer Londrina e Maringá no Paraná, o trecho de bom asfalto dois pedágios de 112km entre as duas cidades é umas das coisas mais deliciosas para um bom piloto e sua moto como pista dupla, asfalto bom, subidas e descidas, curvas de alta, baixa e tudo que tem direito, quando quiser conhecer para passeio ou teste estamos aqui para ajudar no que for preciso. Obrigado, feliz 2009 a você e todos do motonline, abraços.

R: Pois é, ninguém é insubstituível, boa é a administração no motonline. Obrigado pelo convite amigo. Não perderei a oportunidade de te conhecer assim que puder passear por ai.

Quantos KM faz a Hornet por litro? Estou na dúvida da Hornet e a 660 da Yamaha qual a melhor? Carlos 32 São Caetano do Sul SP

R: Carlos, o consumo obtido no teste do Motonline foi da ordem de 18 km/litro na versão carburada e na injetada deve melhorar um pouco. Quanto à melhor moto a decisão deve ser sua, depende de seus objetivos etc. Abraços,

Olá, gostaria de ter alguma imformaçao se posivel da honda super magna 750 cc v 45 1988 , pois tenho uma em casa e estou sem o manual, e gostaria de ter o manual , quem sabe voçes tenham imformaçoes sobre a moto, desde ja muito obrigado , e meus parabesn pelo site, sempre util e atualizado….estou enviando umas fotos de minha honda magna 1988 , obrigado Luciano, 32 Santa catarina

R: Luciano, A HONDA MAGNA teve cilindrada de 700 e 750, e foi fabricada de 1982 até 1988. O motor V4 foi muito proeminente nas Hondas dos anos 80 com a Interceptor Magna e Sabre, o desenho em V quatro havia sido usado poucas vezes na história das motocicletas, notadamente pela Matchless. O conceito provavelmente derivou da NR500 com pistões ovais de competição. Esse motor era particularmente estreito com apenas 16 polegadas de largura e um balanceamento primário perfeito fazendo um rodar muito suave. Em 1985 a Honda diminuiu a cilindrada para homologar em uma classe de tarifas menores lançando a VF700C. Mas em 1988 voltou aos 750cc. Muitas mudanças foram introduzidas nos anos seguintes mas o conceito básico da Magna permaneceu o mesmo. Em 1987, o motor de 700cc produzia 80bhp a 9500rpm, com um torque de 46ft/lbs a 500rpm. Procurando na Internet e no forum Motonline você pode conseguir mais informações e quem sabe um manual. Abraços,