Foto: Bitenca

Mini Vstrom, Escape especial, Amplificador de centelha

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Oi Bitenca, Pra estimular o imaginário, pensei o seguinte: quem sabe uma Kasisnki no melhor estilo “mini V-Strom”, utilizando a mecânica V2 das Mirage/ Comet/GTR 250cc! Será que rola? Ficaria funcional? Creio que seria uma otima opção se isso um dia se concretiza-se! Abraços! Luis, 36, Rio Grande RS.

R: Luis, essa classe de moto na cilindrada de 250cc com motorização V2 não existe nem no exterior onde o mercado é mais segmentado. Algumas como a Hyosung e Honda fabricam motos com essa configuração fora das custom e Suzuki tinha até uma V-twin 250cc de 2 tempos motorizando a famosa RGV 250, fabricada até 96, auge das dois tempos. As motos trail dessa cilindrada ficam muito boas e com melhor custo-benefício se equipadas com motor de um cilindro só.

Boa Noite. Este ano meu irmão resolveu começar a competir no campeonato gaúcho de motovelocidade,na categoria 125cc. Para tanto comprou uma moto usada, ocorre que a mesma necessitava de reparos, entre eles a substituição da ponteira do escapamento. Ele entrou em diversas vezes em contato com a Sarachu, tanto por telefone como por e-mail. Nenhum dos dois teve resultado, ou prometiam orçamentos, ficavam de enviar resposta e as vezes nem respondiam ( caso do e-mail). Como pode uma empresa pretender se consolidar no mercado se nem ao menos da valor ao seu bem mais precioso ( o cliente). Veja que meu irmão nem ao menos queria um patrocinio, e sim se disponha pagar pelo equipamento. Já bastasse eles estarem vendendo o produto penso que deveriam ter dado uma atenção a mais ao meu irmão uma vez que por ser usado em competições ainda funcionaria como ferramenta de marketing para a empresa. Gostaria de saber se vocês poderiam me intermediar um meio de eu adquirir o escapamento ou indicar um fabricante que trate melhor seus clientes. Pensei na Sarachu por ser um dos escapamentos mais usados no brasileiro e penso eu o de melhores resultados, estou certo nisso. Obrigado pela atenção.

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

R: Edson, no site do Sarachu tem um link para a loja deles onde você pode fazer a sua encomenda diretamente, tem vários modelos à disposição. Abraços.

Sim, mas eu estava procurando um modelo que viesse com a curva feita em inox, talvez até uma ponteira em fibra de carbono. Tentei entrar em contato via e-mail e nada. Não sei se tem algum outro fabricante que tenha modelos específicos para competição, mas os deles eu não consigo contato.

R: como a sua preparação especifica um escape especial, de inox, etc. Sugiro que entre em contato com a empresa pelo formulário do “contato” do próprio site, explicando suas necessidades. A empresa conta com um histórico de confecção de escapes especiais como você quer. Acho que eles podem lhe atender. Abraços.

Olá Bitenca! Mais uma vez requisito seus conhecimentos para me ajudar com minha nova moto. Quero saber se os amplificadores de centelha são realmente úteis? caso sejam, qual seria a marca mais indicada? Tenho uma Falcon 2008. Grato, Paulo, 29, Salvador, BA

R: Paulo, esses amplificadores de centelha são na verdade centelhadores. Eles provocam um aumento da voltagem da descarga do CDI por proporcionar uma descarga dentro de seu corpo juntamente com a faísca da vela. O capacitor permanece uma fração de tempo maior em carga e assim a voltagem da descarga aumenta por ser forçada a saltar um espaço maior do que a folga normal da vela. Nas ignições modernas o ganho pode ser mínimo, se de fato houver algum. E podem ainda provocar dano na ignição original se o capacitor não suportar o excesso de carga. Abraços.