Foto: Bitenca

mmoottoo vviibbrraa, bengala torta, altura da moto

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Amigos, estou com um problema, tenho uma Dafra100 que vibra muito quando está funcionando a partir dos 5000 giros,como posso resolver esse problema? Um amigo tem uma Hunter 100 que não vibra tanto assim, sendo motos praticamente iguais acho muito estranho e desconfortável a minha vibrar tanto. Clenilson, 29, Luzilândia PI

R: Clenilson, Vibração é uma coisa inerente às motos por causa dos motores que têm peças em movimento recíproco como pistões, bielas e válvulas. Os engenheiros procuram maneiras de minimizar esse efeito com sistemas para balancear as massas em movimento mas às vezes um exemplar pode sair com algum defeito que amplifica a vibração. Pode não ser seu caso, uma vez que as causas podem ser várias, por exemplo: Fixação do motor deficiente por causa de algum parafuso solto, chassis trincado, alguma peça solta no conjunto, etc. Há que se fazer uma análise aprofundada para encontrar a causa, procure uma oficina de sua confiança para esse serviço. O uso contínuo da moto com excesso de vibração pode acarretar outros problemas, inclusive a trinca de chassis. Boa sorte.

Fala Bitenca! Eu de novo, agora com um problema um pouco mais sério. Semana passada me acidentei de moto (antes mesmo de colocar o escape novo). Um infeliz se jogou em cima e mim de bicicleta, eu e a Tornado fomos parar numa cerca de arame farpado. Bom, para encurtar, as duas bengalas tiveram que ser alinhadas, na promessa do serviço ficar 100% (esta uma outra oficina, mais perto de casa e de confiança do meu tio). Quando fui pegá-la pronta, me alertaram de que o cilindro externo de uma delas tinha amassado, e que no máximo ia fazer um barulho quando a suspensão trabalhasse. Mas não foi bem assim. Ontem tava checando tudo nela e quando soquei a suspensão (como ela parada né), ela não retornou. Só retorna se eu puxar de volta. Fui na oficina e o cara disse que é o cilindro amassado. Disse que podia refazer o serviço, mas que o melhor era trocar.
Concluindo: o problema é em uma das bengalas só, a outra o cara falou que ficou perfeita. Esse serviço dá pra confiar? Posso trocar só a que tá dando problema, ou devo trocar as duas?Agradeço desde já, Um abraço, Rudá. 20, Florianópolis, SC

Foto: BMW divulgação: Rahier voador

Foto: BMW divulgação: Rahier voador

R: Pode sim Rudá, troque apenas a peça defeituosa, mas troque o óleo das duas bengalas. Abraços.

Olá, Primeiramente parabenizo o site, que é ótimo. Agora vamos ao que importa. Tenho algumas duvidas sobre altura de assento. Minha primeira moto foi uma Bros, com um banco de 820cm, realmente achei ela alta. Depois tive uma Twister, 780cm, realmente notei diferença. Depois comecei a estudar motos para minha proxima aquisição, dai em diante, os dados tecnicos foram pro lixo. Tentei subir numa Falcon (85cm) e realmente ficou alta, mas na XTZ 250X (87cm) fiquei parencendo como se estivesse na minha antiga Bros. Dai essas medições começaram a me encomodar, e fui verificar em motos maiores. Hornet com 80,5cm fiquei mais baixo do que na Twister. Na Bandit com 77cm, parecia que eu estava na Bros. E a maior de todas as surpresas: meu sonho de consumo BMW R 1200GS, que parecia uma coisa impossivel e eu ate ja estava me acostumando com a ideia de nunca suportar ela, com seus 85cm de altura e assento minima e 225kg, fiquei com as solas dos Dois pés no chão. Dai vem minha questão resumida: que criterios eles usam pra medir a altura do assento? Porque essa diferença nos dados tecnicos? Essas questões quase tiram o meu sono… hehe…Desde já, Obrigado. Rafael, 23, São José, SC

R: Rafael, Essa questão da altura do banco é apenas mais um elemento de análise de mercado para se fabricar uma motocicleta. Claro que a ergonomia é essencial para o bom uso do equipamento mas conta muito a impressão que o piloto tem ao andar na moto. As mais esportivas procuram ser baixas no geral para melhorar a aerodinâmica, outras para um melhor conforto se ajusta nas medidas médias do piloto, alvo do mercado para a melhor adaptação do conjunto. Outro extremo fica por conta da maior compliância das suspensões, coisa necessária para se sobrepor obstáculos num percurso acidentado. Também influi na altura do banco e da moto como um todo, o tipo de configuração do motor, seu diâmetro e curso do pistão, tipo de construção do sistema de válvulas e ainda o tipo do conjunto traseiro que incorpora o mecanismo da suspensão, caixa do filtro de ar e / ou até mesmo o tanque de gasolina que hoje está sendo deslocado para regiões mais apropriadas para a distribuição de peso. Como você pode perceber o fato de uma moto ter altura diferente de outra é conseqüência do uso a que ela foi desenvolvida, sempre focado num mercado específico. Assim a sua escolha deve levar em conta os seus objetivos no uso da moto, sua habilidade na condução e os recursos de que dispõe na compra. Boa sorte.