Matthieu Lussiana venceu de ponta a ponta na abertura do Moto 1000 GP 2014 - foto da Equipe Sanderson

Moto 1000 GP: vitória de Mathieu Lussiana

O francês Matthieu Lussiana chegou como um dos favoritos em Santa Cruz do Sul (RS) e não decepcionou. O piloto da equipe Petronas Alex Barros Racing venceu de ponta a ponta o GP Petrobrás, primeira etapa do Moto 1000 GP, disputado neste domingo (4). A vantagem para o segundo colocado, o paranaense Wesley Gutierrez, da Motonil Motors PDV/Brasil, foi de 27 segundos. O portugês Miguel Praia, defendendo a Center Moto Racing Team; Danilo Lewis, da Motonil Motors/PDV Brasil/RC3 Brasil; e o argentino Luciano Ribodino, pela BMW Motorrad Alex Barros Racing, completaram o pódio no autódromo gaúcho do terceiro ao quinto lugar, respectivamente.

 

Matthieu Lussiana venceu de ponta a ponta na abertura do Moto 1000 GP 2014

Matthieu Lussiana venceu de ponta a ponta na abertura do Moto 1000 GP 2014

Lussiana largou forte e manteve a primeira colocação ao passar pela curva do fim da reta dos boxes. Em duas voltas, a diferença para Ribodino já era de quase 5 segundos. Wesley Gutierrez, que largou na sexta posição do grid, pressionou os adversários e conseguiu terminar em segundo lugar. A ultrapassagem que garantiu o posto ao lado do vencedor no pódio aconteceu faltando duas voltas para o final da corrida, sobre Ribodino.

O argentino da moto número 1 enfrentou dificuldades no final da prova e foi ultrapassado também por Praia e Lewis na última volta. Lussiana, por sua vez, não baixou o ritmo e não adotou uma postura cautelosa, mesmo com a pista molhada. Na 11ª volta, o francês cravou o melhor tempo da prova: 1min36s066. Philippe Thiriet, correndo pela Scuderia SBK Ducati Cidade Jardim, largou em terceiro no grid, mas um tombo tirou o piloto da corrida logo no início.

Nico Ferreira – HPN Racing Team – era o 11º no grid e fez uma boa corrida, chegando a estar na quarta colocação, mas não manteve o ritmo e terminou em sétimo. O sexto colocado também fez uma corrida com muitas posições ganhas.

GP 1000 – resultado da 1ª etapa:
1º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW), Petronas Alex Barros Racing, 25min42s550
2º) Wesley Gutierrez (PR/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 27s384
3º) Miguel Praia (POR/Honda), Center Moto Racing Team, a 28s684
4ª) Danilo Lewis (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil-RC3, a 29s738
5º) Luciano Ribodino (ARG/BMW), BMW Motorrad Alex Barros Racing, a 30s572

GP 600: Gerardo confirma domínio e vence em Santa Cruz do Sul

Maximiliano Gerardo venceu a prova após dominar todos os treinos do fim de semana

Maximiliano Gerardo venceu a prova após dominar todos os treinos do fim de semana

O uruguaio Maxi Gerardo, da equipe MGBikes Yamaha Racing, também confirmou o favoritismo mostrado nos treinos e venceu o GP Petrobras, neste domingo (4). Entre todas as tomadas de tempo, desde sexta-feira, o piloto da moto número 41 não ficou na frente apenas no primeiro treino livre. Na corrida, Gerardo não deu chances para os principais concorrentes e venceu de ponta a ponta uma prova marcada pela chuva e pelo vento no autódromo gaúcho.

Logo na largada, o uruguaio se distanciou do pelotão da frente e cruzou a primeira volta com mais de 3 segundos de vantagem para Pedro Sampaio, piloto da equipe Fábio Loko, que largou em segundo no grid e manteve a posição. Joelsu da Silva, correndo pela Paulinho Superbikes, havia largado em sexto e herdado duas posições com as escapadas de pista dos adversários. Na quarta volta, conseguiu ultrapassar dois pilotos e assumir a segunda colocação.

GP 600 – resultado da 1ª etapa:
1º) Maximiliano Gerardo (URU/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, com 23min27s539
2º) Joelsu da Silva (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes, a 3s094
3º) Pedro Sampaio (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 23s039
4º) Matheus Oliveira (SP/Kawasaki), Sany-Carsystem-M2B Racing, a 1min21s111
5º) Paulinho Kamba (PE/Honda), HPN Racing Team, a 1min24s665

GP Light: Fabinho Adas vence em corrida de recuperação

Fabinho Adas surpreendeu e venceu em uma corrida de recuperação

Fabinho Adas surpreendeu e venceu em uma corrida de recuperação

O piloto paulista Fabinho Adas surpreendeu os favoritos e venceu neste domingo (4) a prova da GP Light do Moto 1000 GP. A etapa gaúcha foi a de estreia da temporada 2014, valendo pelo GP Petrobras. A segunda colocação, depois de muita disputa, ficou com Rafael Bertagnolli, piloto gaúcho que corre pela equipe Fábio Loko e foi o campeão da GP 600 no ano passado. O pole position Nicolas Tortone, argentino que estreia na categoria pela equipe de fábrica da Yamaha, a MGBikes Yamaha Racing, que havia largado da pole, foi o terceiro lugar.

Com muita água na pista, todos fizeram uma largada conservadora, sem acidentes ou quedas. Tortone manteve a liderança na primeira volta, depois começou a perder rendimento e foi sendo ultrapassado. Nas voltas finais apertou o ritmo para recuperar algumas posições e conquistar uma vaga no pódio, em terceiro lugar. O contrário aconteceu com Fabinho Adas. Largando em 13º no grid, o piloto da Paulinho Superbike iniciou uma recuperação com uma série de ultrapassagens até atingir o primeiro lugar, superando Bertagnolli. Gustavo Herrera, da Motonil Motors-PDV Brasil abandonou na metade da prova. A viseira do capacete embaçou, dificultando a visão.

GP Light – resultado da 1ª etapa:
1º) Fabinho Adas (SP/Kawasaki), Paulinho Superbikes, 19min57s197
2º) Rafael Bertagnolli (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 1s206
3º) Nicolas Tortone (ARG/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 13s736
4º) Davi Costa (SP/Kawasaki), JC Racing Team, a 14s131
5º) Rodrigo de Benedictis (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 16s540

GPR 250: Meikon Kawakami vence corrida acirrada

Meikon Kawakami venceU pela primeira vez na chuva

Meikon Kawakami venceU pela primeira vez na chuva

Em uma prova com final emocionante, Meikon Kawakami, da Playstation/PRT, segurou a pressão de Giovandro Tonini, que corre pela Santin Racing, e cruzou a linha de chegada em primeiro. Guilber dos Reis, da Kalunga Motos, chegou em terceiro, mas foi desclassificado da prova pela por irregularidade técnica. Com isso Gabriel Mattes, da Bibica Racing, herdou o terceiro lugar. José Duarte, da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros e Djonatas Rosa, da equipe Carlos Barcelos completaram os cinco primeiros com direito ao pódio da GPR 250.

A tarde de domingo não começou animadora para Meikon Kawakami. Após cair na volta de saída dos boxes, conseguiu levantar e chegar até o grid. O susto não abalou o garoto de 12 anos, que fez uma ótima largada e deixou para trás o pole position Tonini e o segundo colocado, Rafael Portaluppi – Portaluppi Race Team. Na segunda volta, o grupo dos líderes foi surpreendido por uma arrancada de Marlinton dos Reis, da equipe Kalunga Motos, que ultrapassou os nove adversários à sua frente até a liderança. A partir daí, começou a batalha entre Meikon e Tonini. Na sexta volta os dois ultrapassaram Marlinton, que caiu de rendimento e acabou sofrendo um tombo na volta seguinte. Portaluppi, então na quarta colocação, também saiu da pista e abandonou a prova. Distantes quase 40 segundos do terceiro colocado, Meikon e Tonini duelaram até a bandeira quadriculada. Na terceira colocação apareceu Guilber dos Reis, que largou em último no grid e fez uma prova de muitas ultrapassagens.

GPR 250 – resultado da 1ª etapa:
1º) Meikon Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, com 20min13s094
2º) Giovandro Tonini (RS/Honda), a 0s077
3º) Gabriel Mattes (RS/Kawasaki), Bibica Racing, a 37s204
4º) José Duarte (CE/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 38s865
5º) Djonatas Silva da Rosa (RS/Honda), Carlos Barcelos, a 1min11s148