Moto Ostoure iraniana

Moto Ostoure iraniana

Moto Ostoure iraniana

O designer iraniano Mohammad Reza Shojaie, que ganhou uma bolsa de estudos do Istituto Europeo di Design, projetou uma moto-conceito do futuro a que chamou Ostoure, nome de históricas gravações persas.

A combinação dos desenhos dessas gravuras históricas com elementos técnicos avançados torna a super-naked -diferente- e muito interessante, com sua tração nas duas rodas, eixo cardan, -manches- nas extremidades da carenagem em lugar do guidom e a projeção de mostradores importantes no próprio capacete.

A direção central não é novidade, tendo sido usada desde a década de 20 e sendo vista atualmente nas Bimota, Tier Motorsports e Vyrus.

O eixo cardan é universal nas BMW e a tração nas duas rodas existe em Yamahas, BMWs, KTMs e outras.

Na língua persa, Ostoure significa -lenda-, ou -legenda-, e Mohammed diz que os desenhos vindos da antiga Persépolis lhe levaram a juntar uma aparência basicamente musculosa com detalhes muito delicados. A Ostoure existe ainda apenas como um protótipo, mas breve estará em testes com intenção de produção limitada.


José Luiz Vieira, Diretor, engenheiro automotivo e jornalista. Foi editor do caderno de veículos do jornal O Estado de S. Paulo; dirigiu durante oito anos a revista Motor3, atuou como consultor de empresas como a Translor e Scania. É editor do site: www.techtalk.com.br e www.classiccars.com.br; diretor de redação da revista Carga &
amp; Transporte.