Mika Kallio venceu a Moto2™ no complicado Grande Prêmio de Indianápolis

Moto2™: corrida conturbada em Indianápolis

A corrida de Moto2™ do Grande Prêmio Red Bull de Indianápolis teve duas largadas, com o pole position Mika Kallio vencendo de ponta-a-ponta  mostrando superioridade sobre Maverick Viñales e Dominique Aegerter.

Mika Kallio venceu a Moto2™ no complicado Grande Prêmio de Indianápolis

Mika Kallio venceu a Moto2™ no complicado Grande Prêmio de Indianápolis

Kallio (Marc VDS Racing Team) manteve o sangue frio para correr para a vitória no recém-modificado traçado do circuito de Indianápolis, numa prova que teve que ser reduzida a 16 voltas depois da primeira largada ter sido interrompida com bandeira vermelha devido a acidente que envolveu Azlan Shah (Idemitsu Honda Team Asia), Anthony West (QMMF Racing Team), Mattia Pasini (NGM Forward Racing) e Randy Krummenacher (IodaRacing Project).

O incidente aconteceu na Curva 10, na 4ª volta da primeira corrida, com a bandeira vermelha sendo mostrada quando Pasini estava inconsciente e com os médicos chegando rapidamente ao local. Pasini recuperou-se em seguida, saindo da pista andando, mas foi levado ao centro médico para exames preventivos, enquanto a moto de Krummenacher ficou demasiadamente danificada e o piloto não teve como alinhar para a segunda corrida, apesar de todos os esforços da Octo IodaRacing Team.

A prova foi reiniciada para 16 voltas com os pilotos assumindo as posições originais do grid e Kallio repetindo a grande primeira largada que lhe tinha permitido abrir vantagem de dois segundos para o segundo colocado. Ele acabou a linha de chegada com 1m38s de vantagem sobre o impressionante estreante Viñales (Paginas Amarillas HP 40), enquanto Aegerter (Technomag carXpert) deu continuidade ao brilhante desempenho que tem tido na temporada, conquistando o terceiro lugar.

Um erro por parte de Tito Rabat (Marc VDS Racing Team) a duas voltas do final, quando estava sendo pressionado por Viñales, levou o espanhol a cair da segunda para a quarta colocação, o que permitiu a Kallio reduzir para sete pontos a diferença na pontuação geral.

Simone Corsi (NGM Forward Racing) e Sandro Cortese (Dynavolt Intact GP) foram os outros dois nomes dos seis primeiros, enquanto Hafizh Syahrin (Petronas Raceline Malaysia), Alex De Angelis (Tasca Racing Moto2), West e Johann Zarco (AirAsia Caterham Moto Racing) completaram o Top 10.

Na segunda corrida registaram-se mais quedas na primeira volta por parte de Thomas Lüthi (Interwetten Paddock Moto2), Josh Herrin (AirAsia Caterham Moto Racing) e Julian Simon (Italtrans Racing Team) na Curva 1. Todos os pilotos sairam ilesos, mas Jonas Folger (AGR Team), Xavier Simeon (Federal Oil Gresini Moto2) e Luís Salom (Paginas Amarillas HP 40) também foram envolvidos no incidente.
Simeon caiu depois ao cabo de mais quatro voltas e Salom e Franco Morbidelli (Italtrans Racing Team) colidiram entre si na sexta volta. Salom terminou em 26º enquanto Morbidelli não conseguiu terminar. Thitipong Warokorn (APH PTT The Pizza SAG) caiu nos momentos finais, mas voltou à prova, terminando em 27º.

Leia mais sobre a MotoGP: clique aqui