Pol Espargaro da Tuenti HP 40 em Phillip Island, Austrália

Moto2™: Espargaró vence e recupera liderança do campeonato

Pol Espargaró recuperou a liderança do Campeonato do Mundo de Moto2™ ao vencer o Grande Prêmio Tissot da Austrália deste domingo, na ausência do lesionado Scott Redding. Tom Lüthi e Jordi Torres completaram o pódio, com Tito Rabat terminando em oitavo.

Pol Espargaro da Tuenti HP 40 em Phillip Island, Austrália

Pol Espargaro da Tuenti HP 40 em Phillip Island, Austrália

Quando se olhar para trás para a corrida de 2013 de Phillip Island, a prova será provavelmente lembrada como um ponto de virada na temporada. A vantagem de Redding sofreu um duro golpe no sábado quando o britânico, há muito na liderança do campeonato, foi considerado inapto para correr após a queda da qual resultou fratura no pulso esquerdo. Depois de uma operação na noite de sábado o piloto da Marc VDS Racing Team teve de se resignar e ver a corrida do lado de fora da pista.

Espargaró (Tuenti HP 40) largou da pole pela quinta vez nesta temporada, com a companhia do colega de equipe e vencedor da corrida do fim-de-semana passado, em Sepang, Tito Rabat, que mostrou rapidez desde o início dos treinos na sexta-feira. A prova encurtada viu os pilotos lutarem pelas melhores posições durante 13 voltas no traçado australiano, com alguns receios em relação à durabilidade dos pneus surgidas na qualificação de sábado e a levarem à redução da distância de prova.

Fratura no pulso impede Scott Redding de correr, o que lhe custa a liderança do campeonato

Fratura no pulso impede Scott Redding de correr, o que lhe custa a liderança do campeonato

Espargaró acabou liderarando desde o apagar das luzes para conquistar a quinta vitória da campanha e o segundo consecutivo em Phillip Island; pelo caminho o catalão passou para a liderança do campeonato pela primeira vez desde a abertura da temporada no Qatar. Num dia brilhante para Espargaró em termos de campeonato, o colega de equipe Rabat conseguiu apenas o oitavo posto após uma incursão para fora da pista.

Tom Lüthi (Interwetten Paddock Moto2 Racing) pressionou Espargaró durante toda a corrida para terminar em segundo e garantir o quinto pódio do ano, o segundo no espaço de uma semana. Jordi Torres levou a Aspar Team Moto2 ao terceiro posto, o seu primeiro pódio desde que venceu o Grande Prêmio da Alemanha em Julho. O Top 5 foi completado por Simone Corsi (NGM Mobile Racing) e pelo antigo vencedor de Phillip Island Alex de Angelis, que chegou a estar em segundo com a moto da NGM Mobile Forward Racing nos momentos iniciais da prova. O colega de equipe de Redding, Mika Kallio, foi sétimo, com Nico Terol (Aspar) e o piloto da casa Anthony West (QMMF Racing) completando os dez primeiros.

Foram cinco os pilotos que não terminaram: Julian Simon (Italtrans Racing Team), Johann Zarco (Came Iodaracing Project), Xavier Simeon (Maptaq SAG Zelos Team), Louis Rossi (Tech3) e Alex Mariñelarena (Blusens Avintia), enquanto Alex Pons (Tuenti HP 40) foi 24º após uma saída de pista. Pons, Takaaki Nakagami (Italtrans) e Marcel Schrotter (Maptaq SAG Zelos Team) foram os três penalizados por queimar a largada.

Faltando apenas as provas do Japão e Valência por disputar, Espargaró lidera agora o campeonato com 16 pontos de vantagem sobre Redding. Rabat é terceiro, a 36 pontos.